Dia dos Namorados: floriculturas online fazem promoções e garantem entrega

As maiores redes de flores da internet oferecem opções mais acessíveis e asseguram delivery ainda hoje

Para quem ainda não comprou um presente de Dia dos Namorados, as floriculturas online apostam em promoções e parcerias para aumentar as vendas e garantir a entrega de pedidos que forem feitos ainda nesta sexta-feira, 12.

A Flores Online trabalha com um centro de distribuição próprio na capital paulista e quase 3.000 parceiros fora da região metropolitana e, neste ano, projeta dobrar o faturamento em relação ao mesmo período do ano passado. A empresa tem opções que custam a partir de 22,90 reais.

"Nosso negócio principal é atender pedidos de última hora. Embora nessa data o volume de vendas seja muito maior, nos planejamos e acompanhamos o sistema para garantir que a entrega será feita ainda hoje com qualidade e satisfação do cliente", afirma Lucas Buffo, diretor tecnologia da informação da Flores Online.

Segundo o executivo, os pedidos que costumam crescer no dia dos namorados são de rosas vermelhas acompanhadas de chocolates finos, pelúcia e bebidas (espumantes ou vinhos).

Para atrair os clientes, a Flores Online resolveu fazer uma parceria com a rede Atlântica de hotéis, em que o cliente pode ganhar 20% de desconto em uma hospedagem quando a pandemia passar. "Assim, o casal poderá aproveitar um tempo junto que, hoje, não é possível."

A Giuliana Flores, outra líder do segmento de vendas online, tem opções com descontos de até 30%, a partir de 49,90 reais, com kits de chocolates finos e outros itens. Para este ano, a empresa estima quase triplicar as vendas.

"Com a pandemia, o consumidor quer fazer todo tipo de compra online. Sabemos que neste dia dos namorados não será diferente", afirma Juliano Souza, diretor de marketing da empresa.

Kit de flores e acessórios da Flores Online

Kit de flores e acessórios da Flores Online (Flores Online/Divulgação)

Além disso, alguns dias antes dessa data a empresa resolveu oferecer frete grátis para os pedidos realizados até o último dia 11. "Essa estratégia deu muito certo."

Com o avançar da hora, porém, Souza relata que fica cada vez mais difícil garantir a entrega dos pedidos que vão caindo no sistema. "Realizamos um planejamento antecipado com nossos 18 parceiros logísticos para assegurar um atendimento satisfatório."

Aumento de custos

Os executivos relatam que, no início da pandemia, os fornecedores de flores não conseguiram dar vazão à produção diante das medidas de isolamento social. Por esse motivo, eles decidiram reduzir os volumes produzidos e, para o dia dos namorados, houve diminuição da oferta, principalmente do item mais buscado entre os apaixonados: a rosa vermelha.

"Tivemos dificuldades de comprar rosas vermelhas, então estamos apostando também em outros tipos de flores para esta data, como tulipas e orquídeas", diz Souza.

No caso da Flores Online, Buffo relata que o aumento de custo das flores impossibilitou a empresa de oferecer descontos para não prejudicar o repasse aos fornecedores. "Por isso procuramos fazer outras parcerias para atrair o cliente."

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.