Dia da Micro, Pequena e Média Empresa: 3 curiosidades sobre as pequenas companhias do Brasil

Data celebra a importância das empresas de pequeno porte para a economia global; veja curiosidades sobre PMEs do país
PMEs: Dia Internacional da Micro, Pequena e Média Empresa é comemorado nesta segunda-feira (Luis Alvarez/Getty Images)
PMEs: Dia Internacional da Micro, Pequena e Média Empresa é comemorado nesta segunda-feira (Luis Alvarez/Getty Images)
M
Maria Clara DiasPublicado em 27/06/2022 às 06:00.

Nesta segunda-feira, 27 de junho, é comemorado o Dia Internacional das Micro, Pequenas e Médias Empresas. A data celebra os pequenos negócios e a importância das empresas de pequeno porte para a economia global. No Brasil, por exemplo, Segundo o Ministério da Economia, juntas, as micro e pequenas empresas no país representam 99% dos negócios brasileiros, além de deter 30% do PIB.

Assine a EMPREENDA e receba, gratuitamente, uma série de conteúdos que vão te ajudar a impulsionar o seu negócio.

Instituída pela Organização das Nações Unidas (ONU) em 2017, a data se une a outras comemorações no calendário com o intuito de lembrar a relevância das MPMEs no Brasil, como o Dia Nacional das Micro e Pequenas Empresas, celebrado em 5 de outubro. Para celebrar a data dedicada às companhias que movimentam a economia do país, a EXAME separou três curiosidades sobre o cenário das micro empresas no país. Veja abaixo:

1. Geração de empregos

As micro e pequenas empresas (MPMEs) são responsáveis por grande parte dos empregos formais gerados no país. Nos primeiros quatro meses do ano, sete em cada dez vagas foram criadas por elas, algo como 76% do total, de acordo com um levantamento do Sebrae, com base em dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério da Economia. Apenas em abril, os negócios de menor porte foram responsáveis pela abertura de 84% das vagas formais, num total de 166.800 vagas.

2. Sucesso no e-commerce

A pandemia levou boa parte das pequenas e médias empresas para o ambiente online. Como resultado, segundo um levantamento da startup Nuvemshop — que ajuda lojistas a migrarem para o digital — essas empresas tiveram um desempenho histórico no e-commerce em 2021. Elas movimentaram cerca de 2,3 bilhões de reais em vendas digitais no último ano, uma alta de 77% em comparação ao volume de 2020. Já o número de produtos comercializados por PMEs cresceu 59%, para 44,5 milhões de itens no último ano.

3. Quem comanda as micro e pequenas empresas no Brasil?

O Brasil tem 43 milhões de empreendedores e, segundo o Sebrae, o perfil desses pequenos executivos é, em sua maioria, de líderes de empresas estabelecidas com mais de 3,5 anos de existência. Esses empreendedores experientes são 9,9% de toda a população brasileira, num total de 14 milhões de pessoas.

Eventos empreendedores na semana das micro, pequenas e médias empresas

  • APIX 2022

A Sensedia, empresa que desenvolve APIs integrações digitais para empresas, organiza nos dias 29 e 30 de junho o congresso APIX 2022, que acontece de forma digital e presencial na cidade de São Paulo. Durante os dois dias do evento, especialistas irão discutir a principais tendências em digitalização e transformação digital e open finance. Participam representantes brasileiros de companhias como Petz, Getnet, Rede D'Or, Serpro, Electrolux, Sompo e AWS. Mais informações podem ser consultadas no site do evento.

  • Track.co

A Track.co, startup de experiência do cliente, realiza na próxima quarta-feira, 29, às 14h, um webinar em comemoração ao seus 10 anos. O evento digital vai falar sobre a importância da integração dos times para otimizar a jornada de clientes, de olho na experiência. Participam Lorena Vanin, gerente de sucesso do cliente da Track; André Carlin, CS Trainer da Track e Janete Rosa, coordenadora de relacionamento com cliente no Grupo Pardini, empresa que será apresentada como história de sucesso no tema. Inscrições pela página do evento.

LEIA TAMBÉM

Veja quais são as maiores microfranquias do Brasil em 2022

Ela começou a empreender com R$ 800 e hoje fatura R$ 2 milhões com acessórios personalizados