Desligamento de mil terceirizados de Furnas custará até R$ 437 milhões

Desligamento vai gerar uma economia de aproximadamente 200 milhões de reais por ano para a Eletrobras

São Paulo — A Eletrobras estima que o desligamento de 1.041 funcionários terceirizados de sua subsidiária Furnas demandará até 437 milhões de reais, informou a elétrica estatal em comunicado nesta quarta-feira.

O desligamento, no âmbito de acordo entre a empresa, o Ministério Público do Trabalho (MPT) e a Federação Nacional dos Urbanitários (FNU), vai gerar para a companhia uma economia de aproximadamente 200 milhões de reais por ano, acrescentou a Eletrobras, destacando que, com isso, o custo das demissões deverá ser recuperado em um ano e meio.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.