Negócios
Acompanhe:

Depois de Inglaterra e França, Pantys chega na Holanda com investimento de R$ 2,5 milhões

Marca brasileira mira mercado europeu em seu processo de expansão internacional

Fundadoras da Pantys: "O sonho de internacionalizar a Pantys começou no dia zero" (Pantys/Divulgação)

Fundadoras da Pantys: "O sonho de internacionalizar a Pantys começou no dia zero" (Pantys/Divulgação)

I
Isabela Rovaroto

7 de novembro de 2022, 05h05

A marca brasileira de calcinhas absorventes Pantys está pronta para expandir sua operação internacional e anuncia nesta terça-feira, 1º, sua chegada na Holanda. Amsterdam e Rotterdam vão receber uma loja temporária, por três semanas em cada localização, na DeBijenkorf, rede do mesmo grupo da Selfridges.

"O sonho de internacionalizar a Pantys começou no dia zero. Nós desenvolvemos as peças pensando no mercado internacional. Desde 2020 nós fazemos pesquisas de mercado em relação à preferências de métodos de absorção para para menstruação, modelagem e materiais", diz Maria Eduarda Camargo, sócia fundadora da Pantys.

A Pantys está inserida em um mercado que espera um crescimento de mais de US$ 300 milhões até 2026, de acordo com relatório realizado pelo Stratview Research.

Assine a EMPREENDA e receba, gratuitamente, uma série de conteúdos que vão te ajudar a impulsionar o seu negócio.

A marca brasileira está investindo R$ 2,5 milhões em seu plano de internacionalização e espera um crescimento de faturamento de 150% em comparação a sua última pop-up na Europa, localizada na Selfridges & Co, no Reino Unido.

Atualmente, a marca já atua na Inglaterra, França e agora Holanda, com e-commerce, lojas temporárias e revenda em redes parceiras.

Maria Eduarda Camargo e Emilly Ewell, fundadoras da Pantys

Maria Eduarda Camargo e Emilly Ewell, fundadoras da Pantys (Pantys/Divulgação)

Há cinco anos a Pantys deu início a sua operação apenas por meio dos canais digitais. Atualmente, a empresa reforça sua estratégia de expansão por meio dos pontos físicos, já estando presente em mais de 3 mil pontos de vendas pelo Brasil através de seus parceiros.

Agora, com sua expansão global, a companhia quer fortalecer sua marca ao redor do mundo e diminuir os riscos frente às mudanças de mercado. A expectativa é de que a exportação seja responsável por 20% do faturamento em 2023. 

Empreendedora de Goiás cobra R$ 35 mil por palestra — e ganha milhões ensinando isso a outros

Mercado europeu

A Pantys chegou ao mercado com foco nas brasileiras, que apresentam perfil diferente das americanas e que já conhecem produtos semelhantes, utilizados principalmente como proteção extra, uma vez que 70% das mulheres nos Estados Unidos usam absorvente interno.

No Brasil e na Europa, o mercado é o extremo oposto, hoje, 86% das mulheres usam absorvente externo, o que motivou a Pantys a desenvolver um tecido com tecnologia em camadas com maior absorção para que a peça pudesse substituir o método tradicional mais utilizado nesses mercados.

Ao chegar em SP, empreendedora nordestina foi humilhada. Hoje, comanda empresa de R$ 100 milhões

Sustentabilidade

As calcinhas absorventes possuem tecido biodegradável e antimicrobiano com bloqueador de odores, alta capacidade de absorção e durabilidade de aproximadamente 100 lavagens.

Além do conforto e da segurança durante o período menstrual, a Pantys chama atenção para a conscientização do impacto ambiental que uma mulher, durante a vida fértil, pode produzir. São aproximadamente 450 ciclos menstruais, em média, 180 quilos de absorventes, que são descartados como lixo orgânico no meio ambiente.

Com a calcinha Pantys, os montantes de lixo gerados com o descarte podem ser reduzidos significativamente. E, claro, uma economia financeira em relação ao gasto com absorventes descartáveis.

Pioneira entre as marcas de moda, a Pantys possui etiqueta carbono neutro, assumindo o compromisso de medir e compensar todas as emissões de CO2 que produz.

“Pensamos em um espaço que reforçasse quatro tópicos importantíssimos para nós: tecnologia, utilização de materiais sustentáveis, etiquetas de carbono e nosso impacto social contra a pobreza menstrual. Sabemos que a Pantys apresenta o melhor produto em termos de funcionalidade e design e já vemos como o mercado europeu é mais do que importante para nós", diz a sócia fundadora Emilly Ewell.