Negócios

De missionário a empresário, ele vai faturar R$ 90 milhões com odontologia, donuts e óleo

Empresário paulista começou a investir em franquias em 2018 e agora já comanda três frentes de negócios. E o número deve crescer no próximo ano

Tiago Carvalho, do Grupo Carvalho: empresa controla três negócios por franquia que vão faturar 90 milhões de reais em 2023 (Grupo Carvalho/Divulgação)

Tiago Carvalho, do Grupo Carvalho: empresa controla três negócios por franquia que vão faturar 90 milhões de reais em 2023 (Grupo Carvalho/Divulgação)

Daniel Giussani
Daniel Giussani

Repórter de Negócios

Publicado em 15 de agosto de 2023 às 10h23.

Última atualização em 4 de setembro de 2023 às 16h05.

O empresário paulista Tiago Carvalho está no meio do mundo corporativo desde cedo. Ele virou trainee da World Trade Center no Brasil aos 17 anos, quando ingressou na faculdade de direito. Desde lá, já tinha o interesse de empreender, mas a vontade aflorou mesmo quando viveu dois anos no Nordeste como missionário da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias.

Quer participar do ranking Negócios em Expansão em 2024? Compartilhe seus contatos e seja avisado quando as inscrições estiverem abertas! 

“Como mórmon, tive uma vida simples e trabalhei com pessoas mais vulneráveis”, diz Carvalho. “Essa experiência me abriu muito os olhos e foi quando entendi que deveria empreender. Queria fazer algo que pudesse causar algum tipo de impacto e transformação”. 

Passados dois anos como missionário, Carvalho voltou a atuar no World Trade Center e passou boa parte dos anos 2010 como executivo e investindo em novos projetos. Nesses trabalhos paralelos, foi entendendo mais sobre modelos de negócios, gestão e investimentos. Em 2018, decidiu realizar seu sonho e empreender. 

O primeiro negócio que construiu pelo modelo de franquia, em 2018, foi a Dentz, de clínicas odontológicas. Em 2020, a partir de uma aquisição, lançou a T.donuts, de alimentação. Agora, mais recentemente, também apostou na troca de óleo, comprando e transformando em uma operação por franquia a General do Óleo. 

“Quando perguntam como consigo lidar com três negócios diferentes, digo que somos especializados em negócios e pessoas, e por isso, conseguimos ser multisetoriais”, afirma o empresário. 

Somando os três negócios, Carvalho espera faturar 90 milhões de reais em 2023, um crescimento de 41% em relação ao ano passado. Duas delas, a Dentz e a T.donuts, inclusive, tiveram o aumento de receita atestado pelo ranking EXAME Negócios em Expansão 2023. 

Como funciona a operação de odontologia

O primeiro negócio de Carvalho foi a Dentz, de clínicas odontológicas. A operação nasceu em 2018 de um desejo do empresário de empreender na área de saúde. No início, ele tinha resistências com a odontologia. Barreiras que foram quebradas quando precisou de um atendimento na área.

“Percebi que tinha um gap de serviços, ao passo que somos o país com o maior número de dentistas do mundo”, afirma Carvalho. “Temos uma oportunidade gigantesca de crescer. E há carência de tecnologia”.

A Dentz é uma clínica odontológica que oferece serviços como implante, prótese, botox, cirurgias e limpeza. A aposta é na tecnologia. Há, por exemplo, uma câmera que é colocada na boca e permite a digitalização dos dentes do paciente, para que ele veja o tratamento digitalmente antes.

“Com mais tecnologia, você tem mais certeza de que o diagnóstico vai dar certo. Coloca isso dentro do sistema e ajuda, delineando junto com o dentista, o processo que ele vai fazer”. 

Além do atendimento em si, a empresa também tem forte atuação no financiamento dos procedimentos. A rede tem hoje mais de 40 financeiras acopladas ao ecossistema. Também fornece crédito próprio. 

Hoje, são 35 clínicas abertas em São Paulo, Minas Gerais, Paraná, Distrito Federal, Goiás e Ceará. Outras 20 já estão contratadas para abrirem nos próximos meses.

Quais os planos de crescimento da Dentz

A ideia da Dentz é fechar 2023 com um faturamento de 50 milhões de reais, frente aos 42 milhões de reais que faturou no ano passado. Também querem finalizar o ano com 40 clínicas em funcionamento. 

“Queremos levar a Dentz para o Brasil inteiro, principalmente para o Nordeste, onde fui missionário”, diz Carvalho. “ O grande sonho é chegar a 100 unidades até o fim de 2025”. 

Para abrir uma unidade da Dentz por franquia, o investimento fica entre 350.000 e 490.000 reais, com tempo de retorno de investimento entre 24 e 30 meses. 

Como a T.donuts entra no negócio de Carvalho

Na trajetória empreendedora de Carvalho, a ideia era investir em saúde e educação. Não pensava em alimentação. Mas algumas oportunidades apenas “surgem”, como diz o empresário.

“Nós tínhamos contratado um influenciador digital para fazer um trabalho para nós, e conhecemos uma loja de donuts com venda enorme, fazia fila no quarteirão”, afirma. “Quando a gente enxergou isso, vimos uma oportunidade de desenvolver um negócio por franquia”. 

Em 2021, Carvalho faz a aquisição e entra como sócio dessa empresa. De lá para cá, há todo processo de transformação do negócio para uma franquia, com a criação de receitas e massas próprias, comunicação padrão e ampliação do portfólio de produtos. 

Hoje, já são 20 unidades abertas, em São Paulo, no Rio de Janeiro, no Distrito Federal e em Goiás. A expectativa é fechar 2023 faturando 15 milhões de reais, quase cinco vezes mais do que os 3,7 milhões de reais de 2022. 

Qual a aposta na troca de óleo

Com a criação da Tdonutz, Carvalho entendeu que seu negócio era criar negócios rentáveis em franquias. Foi também quando percebeu que sua expertise era a franquia em si, e poderia fazer isso multisetorialmente. “A gente sempre busca por negócios com boa rentabilidade, mas com simplicidade operacional”. 

Foi com esse pensamento que eles identificaram uma oportunidade na General do Óleo, uma empresa que já contava com dez anos de existência e oito lojas abertas, todas próprias. Segundo Carvalho, a oportunidade de mercado se deu quando perceberam que quase não havia franquia de troca de óleo automotivo no país. 

“Troca de óleo tem um monte, mas empresas especializadas somente na troca de óleo, posicionamento estratégico, com serviço rápido, são poucas que existem. Decidimos entrar nesse mercado”. 

A aquisição aconteceu entre o final de 2022 e o início de 2023. Nestes primeiros meses de atuação como franquia, já abriram duas operações e venderam outras dez. A expectativa é fechar o ano com um faturamento de 25 milhões de reais, 38,8% a mais do que no ano passado. 

Quais os próximos passos 

Para os próximos meses, o Grupo Carvalho deve manter o foco na estruturação desses três negócios. Mas novas aquisições não estão descartadas, pelo contrário. Para o primeiro semestre do ano que vem, um novo setor deve entrar na carteira da empresa.

Quais os planos de faturamento 

O Grupo Carvalho quer fechar 2023 faturando 90 milhões de reais. Veja como: 

  • Dentz: faturamento de 50 milhões de reais, crescimento de 19% em relação a 2022
  • T.donuts: faturamento de 15 milhões de reais, crescimento de 305% em relação a 2022
  • General do Óleo: faturamento de 25 milhões de reais, crescimento de 38,8% em relação a 2022

Empresas fazem parte do ranking Negócios em Expansão

Duas das empresas do empresário Tiago Carvalho foram vencedoras do ranking EXAME Negócios em Expansão 2023, levantamento da EXAME e do BTG Pactual (do mesmo grupo de controle da EXAME), com suporte técnico da PwC Brasil.

A Dentz ficou na 38ª colocação na categoria 30 milhões a 150 milhões de reais, com um crescimento de receita líquida de 67,99%. Em 2021, a receita líquida foi de 21,2 milhões de reias. Em 2022, subiu para 35,6 milhões de reais.

Já a T.donuts ficou na nona colocação na categoria Novatas, com um crescimento de receita líquida de 207%. Em 2021, a receita líquida foi de 1 milhão de reais. Em 2022, subiu para 3,2 milhões de reais.

O ranking é uma forma de reconhecer os negócios e celebrar o empreendedorismo no país. Com gestões eficientes, análise de oportunidade, novas estratégias e um bom jogo de cintura, os executivos no comando desses negócios conseguiram avançar no mercado.

Os resultados vieram a público num evento para mais de 400 convidados em São Paulo.

Neste ano, a lista traz 335 empresas de 22 estados, representantes das cinco regiões do país. Em relação ao ano anterior, o número de selecionadas representa aumento de 63%. Veja os resultados:

Leia também: Ranking das PMEs, legado da J&J e robô sommelier: confira a nova edição da revista Exame

Acompanhe tudo sobre:negocios-em-expansao-2023FranquiasClínicas odontológicasAlimentação

Mais de Negócios

De entregadores a donos de fábrica: irmãos faturam R$ 3 milhões com pão de queijo mineiro

Como um adolescente de 17 anos transformou um empréstimo de US$ 1 mil em uma franquia bilionária

Um acordo de R$ 110 milhões em Bauru: sócios da Ikatec compram participação em empresa de tecnologia

Por que uma rede de ursinho de pelúcia decidiu investir R$ 100 milhões num hotel temático em Gramado

Mais na Exame