De cesta de café a enxoval: como a VTEX adaptou a gestão na pandemia

"Hoje estamos vivendo em um mundo que não pode mais ser inflexível. As pessoas aumentaram a empatia", diz diretora da empresa de tecnologia para o varejo

Enquanto o isolamento social continuar exigindo distância, para combater a transmissão do novo coronavírus, as empresas criam novas maneiras de aproximar os funcionários e equipesNa VTEX, empresa de tecnologia para o varejo, a equipe de recursos humanos envia cestas de café da manhã para os novos contratados e preparou um enxoval de bebê para uma funcionária. 

Para Flávia Vergili, diretora global de pessoas e infraestrutura da VTEX, a distância tem obrigado a empresa a se esforçar ainda mais por passar a cultura aos colaboradores, experientes ou recém-contratados. Além disso, a situação difícil de pandemia aumentou a necessidade de momentos de descontração e de empatia. 

Logo no início da pandemia, a VTEX deu autonomia para os times dos 14 países nos quais tem um escritório. Assim, cada uma dessas equipes poderia decidir qual a melhor abordagem, de acordo com as orientações para o país, quando e como entrar em home office e qual a estratégia para sair do isolamento. 

Assim como outras empresas, a VTEX passou por um período de adaptação para o home office e cadeiras, computadores e telas foram enviados para as casas dos funcionários. Para ajudá-los a abastecerem suas casas com alimentos e itens essenciais, a companhia antecipou um mês de vale refeição e alimentação. “Muitos buscaram estocar alimentos no início da crise, mas nem todos têm o dinheiro para isso”, diz Vergili.

Contratação à distância

A empresa continua contratando e está com vagas abertas. O processo de contratação, no entanto, mudou. "Estou contratando pessoas que nunca vi na vida”, diz a diretora.

Segundo ela, o escritório físico normalmente é um atrativo para os novos funcionários. Agora, a empresa envia fotos do local para os contratados, bem como fotos de brindes como mochilas, adesivos e outros que serão dados quando o trabalho presencial voltar.

A empresa envia um café da manhã para a casa do contratado e o apresenta a um mentor, responsável por entrar em contato diariamente para saber como está a adaptação.

As palestras que normalmente são realizadas no primeiro dia de trabalho foram digitalizadas e reduzidas. Assim, os funcionários não precisam passar o dia em uma reunião virtual de frente para a câmera do notebook, diz Vergili.

Essas rotinas foram criadas para integrar melhor os novos funcionários e reforçar a cultura de trabalho da empresa, um desafio em um momento em que as equipes não podem se encontrar pessoalmente.

Atividades de engajamento

Para deixar o trabalho mais leve, a empresa está compartilhando dicas de alimentação e de filmes e incentivando competições de fundo de tela durante as videoconferências. Todos os dias, há uma transmissão de exercícios de ginástica laboral, dadas por uma professora de pilates e fisioterapeuta, para minimizar os efeitos do trabalho e do isolamento em casa..

A VTEX selecionou alguns livros que considera úteis para o aprendizado dos funcionários e irá reembolsar aqueles que decidirem comprá-los. Também elaborou uma lista de cursos para quem optar por estudar durante a quarentena - com tantas lives e cursos online disponíveis, a curadoria pode ajudar os funcionários a encontrar o conteúdo mais relevante para o trabalho.

De acordo com Vergili, um dos grandes aprendizados da pandemia é que é possível ser eficiente no home office. A prática de trabalho em casa não era muito comum na companhia, mas certamente passará a ser mais comum daqui em diante.

É necessário tomar alguns cuidados, como realizar pausas entre as diversas reuniões por videochamada para ser produtivo ou responder emails, por exemplo. Também é necessário estabelecer horários para se desligar, sem olhar ou responder mensagens, diz a diretora. "Ter uma liderança alinhada faz a diferença nessa hora para combinar o que é urgente e deve ser entregue na hora, para respeitar momentos de descanso", afirma.

Cuidado 

Além das atividades voltadas para toda a equipe, parte do trabalho do time de Vergili é olhar para necessidades específicas dos colaboradores. 

Para Vergili, uma das histórias mais impactantes é a de uma funcionária que trabalhava à distância na Itália. A colaboradora foi aconselhada a deixar o país quando a pandemia começou a chegar ao pico de mortes e contaminações, principalmente por estar grávida e entender que a situação era arriscada. Ela então se mudou para a Espanha e, mais recentemente, para o Brasil. 

No entanto, na rápida mudança, deixou todos os pertences em sua casa na Itália. Deixou, inclusive, todos os itens para o nascimento do bebê. A VTEX irá pagar o aluguel para a funcionária no Brasil e fez um enxoval, com roupas e outros itens, para os primeiros meses do bebê.

Para a diretora, o momento da pandemia deixou as pessoas mais atentas umas às outras. "Hoje estamos vivendo em um mundo que não pode mais ser inflexível. As pessoas aumentaram a empatia", diz.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.