CVM fixa novo prazo em processo contra Eike e mais 7

Prazo para defesa ficou fixado para o dia 10 de janeiro

São Paulo - A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) unificou e fixou um novo prazo para apresentação de defesas por Eike Batista e outros sete executivos que atuavam em empresas do grupo EBX, para o dia 10 de janeiro, segundo despacho publicado no Diário Oficial da União desta sexta-feira.

O pedido de prorrogação foi feito por Rodolpho Tourinho Neto, Luiz do Amaral Pereira e Samir Zraick, que eram membros de Conselhos de diversas empresas do Grupo EBX, como LLX Logística, OGX e MPX Energia.

O processo também envolve o tunisiano Aziz Ben Ammar --assessor próximo de Eike--, Eduardo Karrer, José Gustavo de Souza Costa e Leonardo Pimenta Gadelha, por violar o artigo 6o da Instrução 358/02, que determina que as pessoas ligadas à administração da empresa são obrigadas a divulgar imediatamente fato relevante caso uma informação escape ao controle, ou se ocorrer oscilação fora do padrão do preço da ação da companhia.

Para mais informações, acesse.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.