CSN diz que não foi notificada de inquérito e critica MP

Empresa criticou atuação do Ministério Público, alegando que torna públicas todas as informações exigidas por órgãos reguladores

Rio - A Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) informou nesta terça-feira, 22, que não foi notificada da abertura de inquérito civil do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) e, portanto, não comentará "fatos específicos".

Em nota, a empresa criticou a ação do MPRJ, alegando que torna públicas todas as informações exigidas pelos órgãos reguladores e que o inquérito pode causar oscilações nos papéis em bolsa.

Mais cedo, o MPRJ anunciou que instaurou um inquérito civil contra a companhia, numa investigação motivada pela veiculação de publicidade supostamente enganosa, no entendimento dos procuradores.

Além disso, o MPRJ alegou que a investigação tem como objetivo esclarecer se a CSN omitiu à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) fatos ocorridos ou relacionados aos seus negócios.

Ainda conforme a representação do MPRJ, o portal da CSN ainda omitiria fatos relevantes que supostamente poderiam induzir investidores ao erro.

Embora tenha informado que não comentaria o caso específico, a CSN afirmou, por meio de sua assessoria de imprensa, que "a notícia causa surpresa, uma vez que a companhia torna públicas todas as informações exigidas pelos órgãos reguladores, além de usar os canais competentes e respeitar os prazos legais para essas divulgações".

"Investidores, órgãos reguladores e demais interessados no mercado de capitais têm familiaridade com essas divulgações e com os canais em que são publicadas.O representante do Ministério Público Estadual provavelmente não soube procurar as informações adequadamente. Dessa forma, o referido inquérito civil pode acabar por causar oscilações no mercado, prejudicando, justamente, os acionistas minoritários", diz a nota enviada pela CSN ao Broadcast, serviço de notícias em tempo real da Agência Estado.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.