Corinthians garante permanência do elenco após título

A diretoria avalia que o momento é de aumentar a qualidade do time - para isso estão chegando Alexandre Pato e Renato Augusto -, e não de perder jogadores importantes

São Paulo - Mesmo após a conquista do Mundial de Clubes, o Corinthians garante a permanência de todos os titulares para a disputa da Copa Libertadores. O presidente Mário Gobbi foi taxativo ao falar com diretores e conselheiros: "Ninguém sai".

Como era de se esperar, as sondagens aos principais jogadores do time aumentaram após o título no Japão. Cássio e Guerrero, cruciais na final contra o Chelsea, foram sondados por clubes europeus.

Paulinho continua sendo desejado pela Inter de Milão e o Paris Saint-Germain também está interessado nele. "Isso tudo não passa de especulação", disse o diretor de futebol, Roberto de Andrade. "Não chegou proposta por nenhum jogador nosso, e não queremos negociar ninguém".

A diretoria avalia que o momento é de aumentar a qualidade do time - para isso estão chegando Alexandre Pato e Renato Augusto -, e não de perder jogadores importantes. A prioridade é conquistar o bicampeonato do torneio continental.

Para não enfraquecer a equipe na Libertadores, a diretoria adotou uma norma: caso chegue uma ótima proposta por algum jogador, ela tentará alinhavar um acordo para que o atleta só saia após a competição. Isso pode acontecer com Paulinho.


Cofre cheio

A segurança que os dirigentes alvinegros exibem ao garantir que ninguém sairá em janeiro é sustentada pelos dois contratos de patrocínio assinados recentemente pelo clube: um com a Caixa Econômica Federal (patrocínio de camisa) e outro com a Nike (fabricante de material esportivo).

Cada um desses acordos, fechados pouco antes do Mundial, rende ao clube R$ 30 milhões por ano, que são divididos em 12 parcelas nos dois casos. Isso significa que só da Caixa e da Nike o clube receberá R$ 5 milhões por mês - valor equivalente ao da folha de pagamento do elenco.

Sem falar no contrato de cessão dos direitos de transmissão do Campeonato Brasileiro à Globo, que rende mais de R$ 100 milhões por ano. Este faturamento explica por que o clube está comprando 50% dos direitos econômicos de Pato por R$ 40 milhões, cifra impensável até pouco tempo.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.