Estamos de cara nova! E continuamos com o conteúdo de qualidade.
Nova Exame

COP26: os planos da Marfrig para tornar sua cadeia livre de desmatamento

Um dos maiores players na produção de proteínas, empresa apresentou os planos que vêm traçando desde 2009 para uma produção mais sustentável

Líder global em produção de hambúrgueres e uma das maiores empresas de carne bovina do mundo –, a Marfrig participou, em Glasglow, na Escócia, da Conferência das Nações Unidas sobre as Mudanças Climáticas (COP26).

Durante o evento, a companhia anunciou sua adesão à iniciativa liderada por dez empresas globais em commodities para traçar um plano de ação conjunto a fim de reduzir as emissões de gases de efeito estufa até a 27ª Conferência do Clima da ONU (COP27), que acontecerá em 2022 no Egito.

O programa tem como foco aumentar o apoio e os incentivos aos pequenos produtores, melhorar a rastreabilidade dos fornecedores indiretos e aprimorar o rastreamento das emissões no escopo 3, que dizem respeito a operações fora da companhia, como matéria-prima adquirida, viagens de negócios e deslocamento dos colaboradores.

De acordo com um balanço da Marfrig, suas emissões globais de escopo 3 somaram, neste ano, 29.259.824 toneladas de carbono equivalente, uma queda de 8% em relação a 2019.

Houve redução também de 13,6% nas emissões associadas à destinação dos resíduos gerados e pela compra de produtos de terceiros (carne e bovinos para abate).

Para Paulo Pianez, diretor de comunicação e sustentabilidade da companhia, os resultados são adequados, principalmente tendo em vista que o resultado foi alcançado mesmo com o aumento de 2,8% no volume de produção neste ano.

Pecuária de baixo carbono

A Marfrig também vem se destacando com suas iniciativas voltadas para a pecuária de baixo carbono, como a linha de carnes “Viva”, produzida com a neutralização de GEEs. Lançada no ano passado em parceria com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), a linha traz produtos de fazendas certificadas.

Outra novidade é o início das operações, no Brasil, da PlantPlus Foods, uma joint venture formada pela Marfrig e ADM para produtos “plant-based”. A linha é composta de hambúrguer, quibe, almôndega e carne moída cuja composição é 100% vegetal.

Pianez explica que o grande desafio da Marfrig diante de todas essas iniciativas não é apenas controlar a cadeia de fornecedores, mas sobretudo engajá-la. E por meio dessa missão, a Marfrig criou o Programa Verde+, um projeto que visa garantir que 100% da cadeia de produção da empresa seja sustentável e livre de desmatamento nos próximos dez anos.

“Ao invés de simplesmente excluirmos aqueles possíveis fornecedores que não atendem às nossas condições e políticas de compra dentro do Programa Marfrig Verde+, buscamos entender o porquê eles não se encaixam e, então, os ajudamos a mudar esse quadro”, conclui ele.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também