Exame logo 55 anos
Remy Sharp
Acompanhe:
seloNegócios

Compras e fusões registram recorde de mais de US$ 5 tri

Entre estas operações gigantescas, analista destacou dez que superaram os 50 bilhões de dólares

Modo escuro

Continua após a publicidade

	Fusões: a 2ª compra mais importante foi a da empresa cervejeira britânica SABMiller pela belgo-brasileira AB Inbev por 117 bilhões de dólares
 (Jason Alden/OneRedEye via Bloomberg)

Fusões: a 2ª compra mais importante foi a da empresa cervejeira britânica SABMiller pela belgo-brasileira AB Inbev por 117 bilhões de dólares (Jason Alden/OneRedEye via Bloomberg)

D
Da Redação

Publicado em 29 de dezembro de 2015 às, 12h22.

A quantidade de dinheiro movimentada em 2015 em aquisições de empresas e fusões superou pela primeira vez os 5 trilhões de dólares, revela um estudo da Dealogic difundido nesta terça-feira.

Esta consultora, uma referência no censo destas operações empresariais - M&A, siglas de fusões e aquisições em inglês -, disse que essa cifra supõe um aumento de 37% em relação a 2014, e mais que o dobro que em 2009, quando explodiu a crise financeira.

"O volume se viu aumentado por 69 operações de M&A superiores a 10 bilhões de dólares em 2015, que totalizaram 1,9 trilhão de dólares, ou seja mais que o dobro que o total do ano passado", explicou Fidelia Liu, analista da Dealogic.

Entre estas operações gigantescas, Liu destacou dez que superaram os 50 bilhões de dólares.

A primeira e a maior foi a fusão anunciada no final de novembro pelas empresas farmacêuticas americanas Pfizer e Allergan, por 160 bilhões de dólares, a segunda maior da história, segundo a Dealogic, depois da compra da operadora de telefonia móvel alemã Mannesmann pela britânica Vodafone por 172 bilhões de dólares em 1999.

A segunda compra mais importante foi a da empresa cervejeira britânica SABMiller pela belgo-brasileira AB Inbev por 117 bilhões de dólares, a quarta maior da história.

Estas duas operações ainda precisam receber sinal verde das autoridades competentes.

Últimas Notícias

Ver mais
Transição verde: como a agência de fomento à exportação da Itália quer incentivar a agenda no Brasil

seloNegócios

Transição verde: como a agência de fomento à exportação da Itália quer incentivar a agenda no Brasil

Há 3 horas

Ceará deve se tornar um dos maiores produtores do combustível do futuro

seloNegócios

Ceará deve se tornar um dos maiores produtores do combustível do futuro

Há 3 horas

“O número de ciberataques tem crescido 20% ao ano”, diz a Huawei

seloNegócios

“O número de ciberataques tem crescido 20% ao ano”, diz a Huawei

Há 3 horas

Ele morou na rua junto com um cão. Hoje, faz R$ 8 milhões com pets cujos pais voltaram ao presencial

seloNegócios

Ele morou na rua junto com um cão. Hoje, faz R$ 8 milhões com pets cujos pais voltaram ao presencial

Há 6 horas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Ceará deve se tornar um dos maiores produtores do combustível do futuro

Ceará deve se tornar um dos maiores produtores do combustível do futuro

“O número de ciberataques tem crescido 20% ao ano”, diz a Huawei

“O número de ciberataques tem crescido 20% ao ano”, diz a Huawei

“A geração de energia caminha lado a lado com o desenvolvimento econômico”, diz Paulo Câmara

“A geração de energia caminha lado a lado com o desenvolvimento econômico”, diz Paulo Câmara

Desktop investe no interior e alcança 1 milhão de clientes de internet banda larga em São Paulo

Desktop investe no interior e alcança 1 milhão de clientes de internet banda larga em São Paulo

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais