Companhia aérea vai oferecer 100 mil passagens gratuitas para ucranianos

Wizz, companhia área húngara, também anunciou "tarifas de resgate" para ucranianos que estejam fugindo da invasão russa
 (Divulgação/Exame)
(Divulgação/Exame)
Por Luciana LimaPublicado em 03/03/2022 14:15 | Última atualização em 04/03/2022 11:26Tempo de Leitura: 2 min de leitura

A Wizz Air, companhia aérea húngara de baixo custo, anunciou que está oferecendo 100 mil passagens de avião ao longo de março para refugiados ucranianos. 

De acordo com um anúncio no site da companhia, os assentos estarão disponíveis para voos saindo dos países vizinhos à Ucrânia como Polônia, Eslováquia, Hungria e Romênia e para qualquer cidade da Europa continental. 

“Nossos corações estão com o povo ucraniano durante esta crise. Estamos comprometidos em ajudar o maior número possível de refugiados ucranianos a ficar em segurança”, declarou József Váradi, CEO da Wizz Air.

“Já vimos grandes esforços humanitários realizados por nosso pessoal em toda a rede e, como empresa, queríamos fazer nossa parte nesses esforços. Teremos o maior prazer em proporcionar uma viagem segura e acolhedora para esses refugiados”. 

A companhia também declarou que reconhece que muitos refugiados já começaram a se locomover, ficando retidos em outros países. Por isso, a Wizz está oferecendo “tarifas de resgate". Os ucranianos podem reservar passagens entre € 29,99 e € 69,99 para todos os outros voos não incluídos na oferta gratuita. 

Para isso, basta que os ucranianos acessem uma página dedicada aos refugiados e forneçam seu passaporte ou número de identidade da Ucrânia durante a reserva e no check-in.

Quer saber tudo sobre a invasão da Ucrânia e como isso impacta o Brasil e você? Leia na EXAME.