Como dominar a gestão da inovação e entregar resultados concretos no meio corporativo

Como provar para outras áreas os benefícios da inovação? Você precisa se tornar um gestor. Confira a segunda turma do Rise Of Innovators: imersão da Future Dojo em parceria com a Exame
O que falta para a maioria dos profissionais de inovação, é saber comunicar com outras áreas sobre os benefícios, resultados mensuráveis e construção de teses de inovação (scyther5/Getty Images)
O que falta para a maioria dos profissionais de inovação, é saber comunicar com outras áreas sobre os benefícios, resultados mensuráveis e construção de teses de inovação (scyther5/Getty Images)
F
Future Dojo

Publicado em 05/10/2022 às 14:14.

Última atualização em 05/10/2022 às 14:17.

O mundo da inovação pode ser ingrato. As pessoas estão percebendo cada vez mais a sua importância e por isso, a inovação é hoje uma das maiores oportunidades do mundo corporativo. Mas ao mesmo tempo que esse “novo mundo” te chama, ele também te reprime. Sabe por quê?

Não sei se você conhece a teoria dos “anticorpos da inovação”... mas ela se baseia no seguinte: A maioria das empresas não foi feita pra inovar. E eu vou explicar o porquê:

Você quer aprender a ser um gestor de inovação? Confira a 2ª turma do Rise Of Innovators: clique para saber mais

Para inovar, você precisa matar o seu próprio negócio

Eu não quero dizer que você deve literalmente matar seu negócio. Pelo menos… não na prática. Veja a Amazon quando lançou o Kindle, por exemplo. Eles conseguiram prever exatamente o que poderia acabar com o seu e-commerce de livros: os livros digitais. Anos depois, vemos a empresa liderando a venda de livros eletrônicos e de papel. 

Por isso, para inovar você deve otimizar o seu negócio a ponto de perceber exatamente o que pode competir com sua receita atual. Assim você toma a frente no mercado e acaba lançando primeiro, faz sentido?

Agora, como fazer isso? Eu já vou contar como você pode aprender, mas antes você precisa entender:

Porque a maioria das empresas não foram feitas para inovar

Bom, a lógica é bem simples. Como vimos, para inovar você deve matar seu próprio negócio, certo? Então naturalmente sua empresa vai ter anticorpos para isso que protegem o seu negócio principal. E esses anticorpos são popularmente conhecidos como barreiras de cultura de uma empresa.

Afinal, como você chega para outras áreas de uma empresa (que muitas vezes não enxergam o mesmo valor que você em inovação) e diz que agora as coisas precisam ser diferentes? Que eles precisam mudar os processos que eles fazem da mesma forma a anos, e que os benefícios disso ainda podem ser intangíveis no início?

Aprenda a provar para outras áreas que inovação traz resultado

A maioria das pessoas se frustram por conta de um erro bobo: quando suas ideias de inovação são barradas pela empresa, elas entendem que precisam estudar mais sobre o assunto para aplicar projetos mais chamativos. 

Mas a verdade é que se você se identificou com essa matéria, provavelmente deveria estar focado em construir outra habilidade. A habilidade de um gestor de inovação. Afinal, você já entende bastante do assunto. O que falta para a maioria dos profissionais de inovação, é saber comunicar com outras áreas sobre os benefícios, resultados mensuráveis e construção de teses de inovação.

Para isso a Future Dojo está lançando uma imersão em parceria com a Exame. Dentro da imersão, você vai aprender desde como ser um líder que entrega resultados, até a construção de um time eficiente para lhe ajudar. Os seus professores serão gerentes de inovação das maiores empresas do Brasil… como Pedro Waengertner da Ace, por exemplo, ou Marina Almeida, da Natura.

Se parece interessante para você, a imersão começa dia 24/10, e ao entrar na página do evento você pode conferir mais detalhes sobre a ementa e todos os professores confirmados: Clique aqui para saber mais