Negócios

Comissão Europeia investiga joint ventures propostas por Boeing e Embraer

Comissão está preocupada de que a transação possa reduzir a competição nas aeronaves comerciai

Embraer: join-venture a ser controlada Boeing assumirá a produção dos aviões comerciais pela brasileira (Paulo Whitaker/Reuters)

Embraer: join-venture a ser controlada Boeing assumirá a produção dos aviões comerciais pela brasileira (Paulo Whitaker/Reuters)

EC

Estadão Conteúdo

Publicado em 4 de outubro de 2019 às 15h03.

Última atualização em 4 de outubro de 2019 às 15h19.

São Paulo — A Comissão Europeia informou em comunicado nesta sexta-feira que abriu uma investigação para avaliar a proposta de criação de duas joint ventures pela Boeing e a Embraer. "A Comissão está preocupada de que a transação possa reduzir a competição nas aeronaves comerciais", afirma a nota de Bruxelas.

O texto traz declaração de Margrethe Vestager, comissária encarregada da política de competição na União Europeia. "Os mercados para aeronaves comerciais precisam funcionar bem e entregar produtos inovadores e eficientes aos clientes a um preço justo", diz a autoridade. "Portanto, com essa investigação aprofundada, nós queremos garantir que as fusões no setor não reduzam significativamente a eficácia da concorrência sobre os preços e o desenvolvimento de produtos."

A UE diz que a transação planejada pelas empresas consiste na criação de uma joint venture controlada pela Boeing, que iria assumir o negócio de aeronaves de negócio comerciais da Embraer; e de outra joint venture controlada pelas duas companhias, encarregada do marketing da aeronave militar Embraer KC-390. A Comissão Europeia diz que avaliará se o negócio proposto não iria "diminuir de modo significativo a concorrência efetiva".

Acompanhe tudo sobre:BoeingEmbraerJoint-ventures

Mais de Negócios

Como linhas de crédito para COP vão ajudar Dona Lúcia, cozinheira que mudou o modo de comer no Pará

Justiça aceita pedido de recuperação judicial da Casa do Pão de Queijo

De pequena farmácia a gigante da beleza, como O Boticário virou um fenômeno com R$ 30 bi em vendas

Smart Fit compra rede de estúdios Velocity por R$ 183 milhões

Mais na Exame