A página inicial está de cara nova Experimentar close button

Comercialização da Raízen Combustíveis cresce 3% no 1º tri

Nos primeiros três meses, a receita com a venda de produtos como etanol, gasolina, diesel e combustível de aviação foi 8% maior que 2014, com R$ 14,1 bilhões

São Paulo - A Raízen Combustíveis, do Grupo Cosan, comercializou 6 bilhões de litros de produtos no 1º trimestre de 2015, crescimento de 3% sobre igual período do ano passado. Esse volume considera etanol, gasolina, diesel, combustível de aviação, entre outros.

A receita com a venda desses produtos foi 8% maior, com R$ 14,1 bilhões, comentaram executivos da companhia nesta quinta-feira, 07, durante teleconferência.

A meta da Cosan é que o Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) da Raízen Combustíveis fique entre R$ 2,3 bilhões e R$ 2,5 bilhões em 2015, acima do de R$ 2,1 bilhões registrado em 2014. O guidance para o capex da empresa neste ano varia de R$ 750 milhões a R$ 850 milhões, em comparação com R$ 795 milhões no ano passado.

Raízen Energia

De acordo com o diretor presidente e de Relações com Investidores da Cosan, Nelson Gomes, a safra de cana-de-açúcar 2015/16 da Raízen Energia "começou melhor que a do ano passado" em razão das chuvas que beneficiaram as plantações em fevereiro e março - o ciclo teve início oficialmente em 1º de abril. "Temos, inclusive, a expectativa de uma moagem maior, perto do topo da nossa meta", destacou ele.

O guidance da Raízen Energia para o processamento na temporada vai de 57 milhões a 60 milhões de toneladas. Em 2014/15, as usinas da companhia moeram 57 milhões de toneladas.

Ainda com relação às metas para o atual ciclo, a Raízen Energia planeja produzir de 4,2 milhões a 4,4 milhões de toneladas de açúcar, crescimento sobre as 4 milhões de toneladas da safra passada. Já o guidance para a produção de etanol vai de 1,9 bilhão a 2,1 bilhões de litros, em comparação com 2 bilhões de litros em 2014/15.

Quanto à comercialização de energia produzida via cogeração, a partir do bagaço da cana, a Raízen Energia espera algo entre 2,1 milhões de Mwh e 2,3 milhões de Mwh. Na temporada anterior, a venda foi de 2,2 milhões de Mwh.

Em termos financeiros, a Raízen Energia pretende investir menos nesta temporada. O capex está previsto entre R$ 1,6 bilhão e R$ 1,8 bilhão, abaixo dos R$ 2,3 bilhões de 2014/15. No caso do Ebitda, o guidance fica entre R$ 2,6 bilhões e R$ 2,8 bilhões, acima de R$ 2,5 bilhões da safra passada.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também