Com Localiza e Burger King, ConectCar quer se tornar a carteira digital do carro

A empresa de pagamentos automáticos em pedágios firmou parcerias com locadoras como Localiza e Turbi e Burger King para os drive thrus

A ConectCar busca ir além dos pagamentos automáticos de pedágio e pode triplicar sua base de clientes. Com pagamentos em estacionamentos e drive trhus e parcerias com locadoras de carros, o banco Itaú e montadoras, o número de clientes pode triplicar, acredita a empresa. O esforço já mostra resultados: o número de clientes cresceu 60% no último ano.

Cerca de 60% dos usuários da empresa usam o serviço todos os meses, principalmente em pedágios. O objetivo é tornar o serviço ainda mais útil para os clientes, mesmo entre aqueles que não transitam em estradas todos os meses. Afinal, o Brasil tem cerca de 44 milhões de veículos e apenas 6,5% deles passam por pedágios com frequência. 

A estratégia é ser a carteira digital do motorista, para pagamentos em estacionamentos, drive thrus, postos de gasolina e outros. "São 12 milhões de veículos novos comprados todo ano, além dos que mudam de mãos. Entendemos que há um potencial muito grande para oferecer nosso produto", diz Felix Cardamone, presidente da ConectCar.

A empresa enfrenta uma forte concorrência. A líder do mercado é a Sem Parar, com 5,5 milhões de usuários, e o mercado ganhou novos concorrentes nos últimos anos, a Veloe, do Banco do Brasil e Bradesco, e a Greenpass, do C6 Bank. "É um mercado muito concorrido, mas também com espaço muito grande para crescer", diz Cardamone.

A ConectCar também pode ser impulsionada por decisões das próprias concessionárias de estradas. Em três rodovias já há desconto de 5% para os carros que usarem os meios de pagamento automáticos, que ajudam a reduzir custos e filas nos pedágios. Cerca de 53% do volume de passagens nos pedágios já é pago com meios de pagamento automáticos e a ConectCar vê espaço para conquistar os 47% restantes.

Novas parcerias

A Localiza se tornou um novo cliente e canal de distribuição de suas tags de pagamento. "No Brasil, não havia o serviço de pagamento automático para pedágios em carros alugados, então é um orgulho grande apresentar essa parceria", diz Cardamone.

Outra locadora a incorporar os serviços de pagamento automático é a Turbi, que aluga os carros por meio de um aplicativo sem a necessidade de lojas físicas. A locadora digital está perto de atingir mil carros em São Paulo, todos com o adesivo da Conect Car. 

A Conect Car firmou uma parceria com a rede Ipiranga, com postos de combustíveis pelo país, para incluir o meio de pagamento sem contato entre as opções. Mais de 6.000 lojas de conveniência Am Pm da rede já são pontos de venda das tags da empresa. 

Em julho, o Burger King passou a aceitar a Conect Car como meio de pagamento no drive thru. Com uma unidade piloto, o acordo prevê a implementação da tecnologia nos próximos meses em 150 unidades da rede de fast food. 

Em dezembro, quase no fechamento do ano, a  ConectCar se uniu à Fiat Chrysler Automóveis (FCA) para o desenvolvimento de uma plataforma de mobilidade conectada. A plataforma digital já incluída em carros da montadora irá oferecer os serviços da empresa de pagamentos. A empresa também buscou oferecer o serviço a caminhões, com a companhia de gestão de frotas MaxiFrotas.

Novos preços e serviços

O banco Itaú comprou 50% da Conect Car em 2015 - a fatia pertencia à Odebrecht Transportes e a outra metade continua com o Grupo Ultra, dono da rede Ipiranga). Desde então, a empresa tem se empenhado em sua transformação digital, para ser uma plataforma mais tecnológica. "Temos uma plataforma de vanguarda e iniciamos uma transformação para atuar de um jeito moderno, para que o cliente tivesse uma experiência digital fluida", diz o presidente.

A empresa agregou mais serviços e possibilidades no aplicativo. Percebeu que os clientes não usavam o produto em estacionamentos por receio da falta de controle na cobrança de horas e acrescentou um alerta de gastos no app. Já são mais de mil estacionamentos que aceitam o serviço.

Uniu-se ao Itaú para anúncios de compra e venda de automóveis no site iCarros, que pertence ao banco. Também incluiu alerta de rodízios e passou a permitir o pagamento de multas e IPVA pelo aplicativo. Outra mudança foi criar novos pacotes de pagamento. De acordo com Cardamone, os clientes que não passam com frequência por pedágios achavam que o custo era muito caro. Com novos pacotes, alguns produtos focam em pessoas que usam o carro apenas dentro da cidade.

Embora a pandemia do novo coronavírus tenha reduzido por alguns meses a movimentação em estradas, os meios de pagamento sem contato em outras instâncias cresceram mais de seis vezes, diz a empresa.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 9,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Atenção! A sua revista EXAME deixa de ser quinzenal a partir da próxima edição. Produziremos uma tiragem mensal. Clique aqui para saber mais detalhes.
Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.