A página inicial está de cara nova Experimentar close button

Com foco em pesquisa e inovação, IMEX prevê faturar R$ 250 milhões em 2021

Empresa, que acaba de completar duas décadas, inaugura centro de distribuição e lança linha própria de equipamentos de diagnósticos médicos por imagem

Enfrentar a instabilidade econômica, inovar e se superar têm sido algumas das metas da Imex Medical Group ao longo dos últimos 20 anos. E diante das dificuldades com a chegada da covid-19 não foi diferente. A empresa encarou os desafios como uma oportunidade para acelerar o lançamento de soluções e ampliar seu portfólio de marca própria.

“No mundo dos negócios, quando nos deparamos com dificuldades, podemos escolher entre dois caminhos: nos deixar abater ou enfrentar os desafios e, a partir deles, nos reinventar para seguir em frente”, diz Maurício Silva, diretor de vendas da Imex Medical Group, maior empresa nacional do segmento de equipamentos e serviços para área de diagnósticos médicos por imagem.

A empresa, que conta com aparelhos de última geração (de mamografia e tomografia computadorizada à ressonância magnética), investiu 20 milhões de reais em pesquisa e desenvolvimento nos últimos anos.

“O projeto já era prioridade, mas para enfrentar a pandemia decidimos acelerar o processo”, explica Silva. Entre as novidades estão soluções como o mamógrafo Precision e os equipamentos de densitometria óssea Elipse Series e Elipse HD, produzidos na sede da empresa em São José, na Grande Florianópolis, com componentes importados da Europa e Ásia.

A chegada desses equipamentos ao mercado deve aquecer os negócios e sustentar a estimativa de dobrar o faturamento da empresa até 2025, chegando ao acumulado de 1 bilhão de reais nos próximos cinco anos (20% de crescimento ao ano).

A empresa possui um departamento de pesquisa e desenvolvimento estruturado, com escritório nos Estados Unidos onde busca por soluções no mercado mundial que agreguem qualidade, tecnologia e inovação dentro da realidade do mercado brasileiro. “Em nossas soluções temos sempre de entender a realidade do mercado brasileiro, este é nosso diferencial, desta forma estamos muito mais próximos à sua necessidade, oferecendo o melhor negócio para cada cliente”, afirma o CEO da Imex, Edison Bianchi.

Investimentos em logística

Outro acerto da Imex tem sido os investimentos na ampliação de sua estrutura logística para permitir a entrega de seus produtos com agilidade e eficiência em todo o país. Assim, a empresa abriu recentemente em Goiânia seu quarto centro de distribuição, o primeiro na Região Centro-Oeste. Junto com os CDs de São Paulo, São José (SC) e Recife, que no total somam mais de 10.000 m², a empresa conseguiu ampliar sua rede de distribuição pelo país.

“A visão no cliente sempre foi nosso lema e entendemos que cada vez mais a agilidade no atendimento é um dos fatores decisivos na sua satisfação, por isso, buscamos uma ampliação em nossa estrutura física”, finaliza Bianchi. Depois de duas décadas de crescimento, parece que os planos têm dado certo. A Imex prevê, para 2021, um faturamento de 250 milhões de reais – 55% de aumento em relação ao ano passado.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também