Coca-Cola demitirá 1.800 trabalhadores no mundo todo

A empresa de Atlanta começou hoje mesmo a notificar os primeiros funcionários que terão seus contratos rescindidos

Nova York - A multinacional Coca-Cola anunciou nesta quinta-feira que demitirá cerca de 1.800 trabalhadores como parte do plano de cortes que busca economizar US$ 3 bilhões.

A empresa de Atlanta começou hoje mesmo a notificar os primeiros funcionários que terão seus contratos rescindidos, um processo que deverá levar alguns meses para ser concluído.

"Nos comprometemos a garantir um tratamento justo e equitativo para todo o pessoal afetado", acrescentou a multinacional, que conta no mundo todo com 130 mil empregados.

A Coca-Cola anunciou em outubro um plano de cortes com o qual pretende economizar US$ 3 bilhões até 2019, em uma tentativa de reduzir as perdas com a queda do consumo de refrigerantes.

A empresa ganhou nos nove primeiros meses do ano passado US$ 6,3 bilhões, 7,5% a menos em relação ao mesmo período do ano anterior, e suas vendas caíram quase 2%, para US$ 35,1 bilhões.

As ações da Coca-Cola subiam hoje 0,47% na Bolsa de Nova York (NYSE), e acumulam alta de 8,14% nos últimos 12 meses.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também