Citigroup enfrenta processo criminal por fraude no México

Autoridades dos EUA abriram uma investigação criminal sobre uma fraude de US$ 400 milhões envolvendo a unidade mexicana do banco

	Agência do banco Citibank, do Citigroup: maus empréstimos foram feitos para a empresa de serviços de petróleo mexicana Oceanografia
 (Munshi Ahmed/Bloomberg)
Agência do banco Citibank, do Citigroup: maus empréstimos foram feitos para a empresa de serviços de petróleo mexicana Oceanografia (Munshi Ahmed/Bloomberg)
D
Da RedaçãoPublicado em 03/04/2014 às 16:54.

Autoridades federais dos Estados Unidos abriram uma investigação criminal sobre uma fraude de 400 milhões de dólares envolvendo a unidade mexicana do Citigroup, de acordo com uma pessoa familiarizada com o assunto.

O Citigroup divulgou em fevereiro que havia descoberto pelo menos 400 milhões de dólares em empréstimos fraudulentos em sua subsidiária no México, Banco Nacional de México, conhecido como Banamex, e disse que empregados poderiam estar envolvidos no crime.

Os maus empréstimos foram feitos para a empresa de serviços de petróleo mexicana Oceanografia, contratada pela petrolífera estatal mexicana Pemex.

O jornal New York Times foi o primeiro a divulgar sobre o inquérito criminal.

A investigação, supervisionada pelo FBI e procuradores dos Estados Unidos em Manhattan, busca averiguar se problemas nos controles internos do Citigroup contribuíram para a fraude no México, informou o jornal.