Cesp pede indenização por investimentos na Três Irmãos

A ação pede a concessão de tutela antecipada para que a União pague, de imediato, R$ 1,717 bilhão

	Cabos de alta-tensão da CESP: no total, a indenização pedida é de R$ 6,690 bi
 (Marcos Issa/Bloomberg)
Cabos de alta-tensão da CESP: no total, a indenização pedida é de R$ 6,690 bi (Marcos Issa/Bloomberg)
M
Marcelle GutierrezPublicado em 10/07/2014 às 11:18.

São Paulo - A Companhia Energética de São Paulo (Cesp) entrou na Justiça Federal, no dia 9 de julho, com Pedido de Tutela Antecipada, em face da União, para o recebimento de indenização pelos investimentos ainda não amortizados, em vista da reversão dos bens e instalações, na Usina Três Irmãos.

A ação pede a concessão de tutela antecipada para que a União pague, de imediato, R$ 1,717 bilhão. A indenização final abrange a usina, suas eclusas e o canal Pereira Barreto, somando, no total, R$ 6,690 bilhões.

A Cesp comunicou que a ação requer ainda uma indenização pela diferença entre as receitas que teriam sido auferidas, caso sua energia tivesse sido liquidada no mercado de curto prazo da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE), e as receitas efetivamente auferidas a partir de 18/04/2013 no regime de cotas, o que deverá ser apurado em liquidação de sentença.