Negócios

CEO da Louis Dreyfus Commodities renuncia

Serge Schoen, presidente-executivo da empresa desde 2005, vai deixar o cargo em 30 de junho e será sucedido por Ciro Echesortu


	Trigo: companhia é a principal trading mundial de uma série de commodities agrícolas como algodão, trigo, açúcar, arroz e suco de laranja
 (Sean Gallup/Getty Images)

Trigo: companhia é a principal trading mundial de uma série de commodities agrícolas como algodão, trigo, açúcar, arroz e suco de laranja (Sean Gallup/Getty Images)

DR

Da Redação

Publicado em 17 de junho de 2013 às 12h46.

O presidente-executivo da Louis Dreyfus Commodities, uma das maiores traders agrícolas do mundo, renunciou ao cargo e deve ser substituído por seu chefe de operações, disse a empresa nesta segunda-feira.

Serge Schoen, presidente-executivo da empresa desde 2005, vai deixar o cargo em 30 de junho e será sucedido por Ciro Echesortu, que atualmente é diretor de operações e chefe de comercialização, disse o grupo em um comunicado.

A empresa não deu motivos para a renúncia de Schoen.

A Louis Dreyfus Commodities, uma empresa de capital fechado controlada pela família Louis Dreyfus, é a principal trading mundial de uma série de commodities agrícolas como algodão, trigo, açúcar, arroz e suco de laranja.

Acompanhe tudo sobre:CommoditiesEmpresas francesasgestao-de-negociosLouis DreyfusSucessão

Mais de Negócios

Nas franquias de educação, 83% dos alunos estão na sala de aula (e não em aulas online)

Eles começaram do zero, viraram referência em franquias e revelam segredos para sucesso nos negócios

Fintech dos EUA, Caliza capta R$ 45,7 milhões para impulsionar pagamentos internacionais por aqui

Mais na Exame