Negócios

CE aprova venda de fábrica da Magnesita na Alemanha por € 20,3 mi

O acordo era uma das condições estipuladas para aprovação da combinação de negócios entre Magnesita e o grupo austríaco RHI

Magnesita: recursos serão usados para redução da dívida líquida da Magnesita (Magnesita/Divulgação)

Magnesita: recursos serão usados para redução da dívida líquida da Magnesita (Magnesita/Divulgação)

R

Reuters

Publicado em 1 de dezembro de 2017 às 10h28.

São Paulo - A Comissão Europeia aprovou a venda das operações de produção, venda e atividades relacionadas a tijolos de magnésia-carbono da Magnesita Refratários em Oberhausen, na Alemanha, para INTOCAST Aktiengesellschaft Feuerfest-Produkte und Gießhilfsmittel por 20,3 milhões de euros, informou a empresa brasileira em fato relevante nesta sexta-feira.

O acordo, firmado em 8 de setembro, era uma das condições estipuladas para aprovação da combinação de negócios entre Magnesita e o grupo austríaco RHI, de acordo com o comunicado.

Os recursos obtidos com a venda da fábrica de Oberhausen serão usados para redução da dívida líquida da Magnesita. Do total, 19 milhões de euros serão pagos na conclusão da venda e 1,3 milhão de euros dois anos depois.

A fusão ainda estava sujeita à venda de todo o negócio de dolomita da RHI na Europa, que contempla as fábricas de Marone, na Itália, e Lugones, na Espanha.

Acompanhe tudo sobre:Empresas alemãsMagnesitaUnião Europeia

Mais de Negócios

Sentimentos em dados: como a IA pode ajudar a entender e atender clientes?

Como formar líderes orientados ao propósito

Em Nova York, um musical que já faturou R$ 1 bilhão é a chave para retomada da Broadway

Empreendedor produz 2,5 mil garrafas de vinho por ano na cidade

Mais na Exame