Negócios

CCR nega negociação em caráter vinculativo para compra da Invepar

A companhia afirma que uma eventual formalização de proposta vinculante depende da prévia aprovação do Conselho de Administração

CCR (Valéria Gonçalves/Site Exame)

CCR (Valéria Gonçalves/Site Exame)

EC

Estadão Conteúdo

Publicado em 16 de novembro de 2017 às 22h47.

São Paulo - A CCR nega que esteja em negociação, sob caráter vinculante, para incorporar a Investimentos e Participações em Infraestrutura (Invepar). A companhia prestou esclarecimentos por meio de Fato Relevante, em resposta a notícias veiculadas na imprensa.

A companhia afirma que uma eventual formalização de proposta vinculante depende da prévia aprovação do Conselho de Administração, e que nesse caso divulgará Fato Relevante sobre o tema.

"A CCR está sempre atenta às oportunidades em infraestrutura, dentro da sua estratégia de crescimento qualificado e disciplina de capital, orientada pelas normas vigentes e as boas práticas de governança corporativa, informando aos seus acionistas e ao mercado em geral o desenrolar dos fatos que vinculem a Companhia a compromissos de investimento/desinvestimento, com o objetivo de viabilizar soluções de investimentos e serviços em infraestrutura, contribuindo para o desenvolvimento socioeconômico e ambiental das regiões onde atua", diz a empresa.

Acompanhe tudo sobre:CCRConselho de Segurança da ONUFusões e AquisiçõesInvepar

Mais de Negócios

Após anúncio de parceria com Aliexpress, Magalu quer trazer mais produtos dos Estados Unidos

De entregadores a donos de fábrica: irmãos faturam R$ 3 milhões com pão de queijo mineiro

Como um adolescente de 17 anos transformou um empréstimo de US$ 1 mil em uma franquia bilionária

Um acordo de R$ 110 milhões em Bauru: sócios da Ikatec compram participação em empresa de tecnologia

Mais na Exame