Carrefour corta investimentos após lucro 19% menor em 2011

Mudança ajudará a empresa francesa a priorizar o plano imediato de reduzir preços para atrair de volta os consumidores que reduziram gastos

Paris – O Carrefour alterou nesta quinta-feira seu plano de investimentos diante de mais um ano desafiador, com consumidores reduzindo gastos na Europa, afetada pela crise de dívida, e no principal mercado do grupo, a França.

O maior grupo varejista da Europa e segundo maior do mundo, atrás do Walmart, decidiu adiar as conversões para o novo formato de hipermercados Carrefour Planet para depois de 2012, considerando que os resultados até agora ficaram aquém das expectativas.

Com isso, a empresa francesa poderá priorizar o plano imediato de reduzir preços para atrair de volta os consumidores que reduziram gastos com itens não alimentícios na França, Grécia, Espanha e Itália, e acelerar o crescimento em comércio eletrônico.

“Em 2012, vamos capitalizar nossas forças e adotar forte disciplina de custo e caixa para ajustar a empresa ao ambiente em que estamos operando”, afirmou o presidente-executivo do Carrefour, Lars Olofsson, em comunicado.

Nesta quinta-feira, a companhia apresentou uma queda de 19 por cento no lucro operacional de 2011, para 2,18 bilhões de euros (2,9 bilhões de dólares), na última divulgação de resultados sob o comando de Olofsson, que não conseguiu reverter anos de desempenho fraco nos principais mercados da Europa.

O resultado ficou em linha com a estimativa de analistas e com a projeção da própria empresa.

O Carrefour está fortemente exposto a alguns dos mercados europeus mais prejudicados, como Espanha e Itália, onde consumidores vêm cortando gastos com itens não alimentícios.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.