Carl Icahn diz que valor da ação da Apple está subestimado

A Apple continua subavaliada e mal compreendida, mesmo com a empresa divulgado na segunda-feira fortes resultados, afirmou o investidor

	Carl Icahn: investidor bilionário afirmou que espera divulgar nas próximas duas semanas um relatório com análise "aprofundada" sobre a Apple
 (Scott Eells/Bloomberg)
Carl Icahn: investidor bilionário afirmou que espera divulgar nas próximas duas semanas um relatório com análise "aprofundada" sobre a Apple (Scott Eells/Bloomberg)
D
Da RedaçãoPublicado em 28/04/2015 às 20:46.

A Apple continua subavaliada e mal compreendida, mesmo com a empresa divulgado na segunda-feira fortes resultados, afirmou o investidor ativista Carl Icahn nesta terça-feira.

O investidor bilionário afirmou que espera divulgar nas próximas duas semanas um relatório com análise "aprofundada" sobre a empresa.

A Apple divulgou receita e lucro de primeiro trimestre acima do esperado por analistas de Wall Street, vendendo mais iPhones na China que nos Estados Unidos pela primeira vez.

A companhia com ações em bolsa de valores mais valiosa dos Estados Unidos também elevou a projeção de dividendos em 11 por cento, para 0,52 dólar por ação, e ampliou um programa de recompra de ações de 90 bilhões para 140 bilhões de dólares.

Icahn, que tem sido uma voz ativa sobre sua crença de que o valor da Apple no mercado ainda não está precificado, tinha pedido para o Conselho de Administração da empresa recomprar mais ações usando sua enorme reserva de capital.

O bilionário de 79 anos, um dos 10 principais investidores da Apple, afirmou em fevereiro que o preço da ação da Apple deveria ser 216 dólares. A ação da empresa encerrou esta terça-feira cotada a 130,56 dólares, em queda de 1,6 por cento.