Cade estende prazos para que a Petrobras venda refinarias

Prazo original acabou em dezembro de 2021 e não foi cumprido pela companhia
Petrobras: o novo cronograma para a venda das refinarias é de acesso restrito às partes (Paulo Whitaker/Reuters)
Petrobras: o novo cronograma para a venda das refinarias é de acesso restrito às partes (Paulo Whitaker/Reuters)
Por ReutersPublicado em 23/03/2022 16:12 | Última atualização em 23/03/2022 16:22Tempo de Leitura: 1 min de leitura

O Tribunal do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) estendeu nesta quarta-feira os prazos para que a Petrobras venda as refinarias que integram o acordo firmado com a autarquia, visando estimular a concorrência no mercado de refino de petróleo.

A revisão do cronograma envolve os desinvestimentos de ativos previstos no acordo e ainda não realizados pela Petrobras, disse o Cade em nota.

"A estatal apresentou ao Cade pedido de readequação dos prazos de vendas, tendo em vista as conjunturas econômicas internas e externas que impactam o setor, bem como o desenvolvimento das negociações referentes aos próprios ativos", acrescentou.

O novo cronograma para a venda das refinarias é de acesso restrito às partes para não prejudicar a negociação dos ativos a serem desinvestidos, informou o conselho.