BTG deve fazer sua estreia como banco digital de varejo no 4º trimestre

A plataforma BTG Mais terá conta corrente e permitirá que as pessoas paguem boletos e tenham acesso a cartões de débito e de crédito
BTG Pactual: novas aquisições estão no radar no curto e no médio prazo (Rafael Henrique/SOPA Images/LightRocket/Getty Images)
BTG Pactual: novas aquisições estão no radar no curto e no médio prazo (Rafael Henrique/SOPA Images/LightRocket/Getty Images)
N
Natália Flach

Publicado em 11/08/2020 às 17:34.

Última atualização em 11/08/2020 às 17:44.

De casa de trading a maior banco de investimentos da América Latina, o BTG Pactual vai entrar na terceira fase de sua história, assim que começar a oferecer conta corrente e cartões de crédito e de débito na plataforma digital de varejo BTG Mais. A expectativa é que isso aconteça de forma massificada no quarto trimestre.

"No nosso calendário, o início estava previsto para o primeiro trimestre de 2021, mas a pandemia acelerou os planos. Se até uma padaria passou por uma transformação, imagina o mercado financeiro", afirma João Marcello Dantas, diretor de relações com investidores do BTG Pactual, durante conversa com jornalistas, na tarde desta terça-feira, 11.

A ideia é que o BTG Mais complemente o BTG Pactual digital, que é a plataforma aberta de investimentos do banco. Assim, a pessoa física poderá fazer pagamentos, usar o cartão de crédito e de débito, além de definir o quanto quer investir no portfólio oferecido pelo banco. "A nossa expectativa é alcançar 100 bilhões de reais em dinheiro novo na asset (fundos) e em wealth (gestora de fortunas, que inclui o BTG Pactual digital), porque o ritmo de captação continua forte. No primeiro trimestre, captamos 21,5 bilhões de reais e, no segundo, 22,5 bilhões de reais."

Os 100 bilhões de reais devem se somar aos mais de 500 bilhões de reais que as duas áreas têm sob gestão, sendo 304 bilhões de reais na asset e 193 bilhões reais em wealth até 30 de junho. "O BTG Mais, por sua vez, vai capturar tarifas de serviços e de conta corrente."

Novas aquisições

O BTG captou 2,65 bilhões de reais recentemente com o intuito não apenas de fortalecer a capitalização do banco, mas também de olho em possíveis aquisições. "Não haverá nenhuma aquisição transformacional, serão todas complementares, visando novos produtos ou mais volume. Estamos estudando potenciais aquisições no curto e no médio prazo para consolidar a plataforma de varejo digital", diz Dantas.

Segundo o executivo, parte dos funcionários já está testando as funcionalidades do BTG Mais, ao receber seu salário e pagar contas pelo "consumer bank". "Já temos market share importante dentro do mundo de banco de investimento e estamos começando a conquistar dentro do varejo."