Boeing registra primeiro pedido do 737 MAX em 2020; cancelamentos aumentam

A Boeing disse que perdeu 17 pedidos do jato 737 MAX no mês passado. O total já é de 445 cancelamentos neste ano

A Boeing fechou seu primeiro pedido pelo 737 MAX em 2020, mas a fabricante norte-americana de aviões registrou mais cancelamentos, conforme os clientes desistem de encomendas do jato e as entregas gerais de aeronaves caíram para 13 em agosto, segundo dados mensais divulgados nesta terça-feira.

A Boeing disse que perdeu outros 17 pedidos do jato 737 MAX no mês passado, elevando o número total de pedidos cancelados, incluindo aqueles em que os clientes trocaram para um modelo diferente, para 445 neste ano.

A primeira pedida do MAX este ano foi feita pela polonesa Enter Air, para duas aeronaves 737-8 com opção de mais duas. A Boeing também registrou 3 pedidos do MAX de um cliente não identificado.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.