BNDES aprova financiamento de R$ 619 milhões para eólicas da Copel no RN

Os empreendimentos beneficiados somarão uma capacidade de cerca de 313 megawatts
Galeria da Copel no RN (Copel/Divulgação)
Galeria da Copel no RN (Copel/Divulgação)
L
Luciano Costa, da Reuters

Publicado em 01/10/2018 às 19:04.

Última atualização em 01/10/2018 às 19:11.

São Paulo - A diretoria do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou financiamento de 619,4 milhões de reais para parques eólicos da elétrica Copel no Rio Grande do Norte, informou a instituição financeira em nota nesta segunda-feira.

Os empreendimentos beneficiados somarão uma capacidade de cerca de 313 megawatts, sendo 180,6 megawatts do Complexo Eólico Cutia e 132,3 megawatts do Complexo Bento Miguel, que deverão estar em operação comercial plena e parcial em janeiro de 2019, respectivamente.

 

Segundo o BNDES, os empréstimos correspondem a cerca de 30 por cento do investimento total previsto nos projetos. A Copel também deverá emitir debêntures de infraestrutura para obter recursos para os empreendimentos, adicionou o banco.

Os financiamentos serão liberados para a Cutia Empreendimentos Eólicos S.A., subsidiária integral da Copel responsável pelos parques.