Negócios

BHG compra 1.010 apartamentos em 5 hotéis em Belém

Empresa pretende fortificar seu posicionamento no norte do país

Hotel da BHG: a aquisição será concluída dentro dos próximos 90 dias

Hotel da BHG: a aquisição será concluída dentro dos próximos 90 dias

DR

Da Redação

Publicado em 19 de julho de 2012 às 19h33.

São Paulo - O BHG fez um contrato para compra e operação de 1.010 apartamentos, entre próprios e administrados, do grupo MB Capital. Os apartamentos estão distribuídos entre cinco hotéis em Belém (Pará).

A aquisição será concluída dentro dos próximos 90 dias. A BHG acredita que, com essa compra, vai fortificar seu posicionamento no norte do país. Do total de apartamentos, 385 estão atualmente em operação, 405 a serem inaugurados no primeiro semestre de 2012 e 220 (em um hotel de altíssimo padrão) a serem inaugurados no primeiro trimestre de 2013.

Os 385 apartamentos em operação estão no hotel econômico limited services Soft Inn "Plus" Batista Campos e no hotel padrão superior Gran Solare Connext. A aquisição representará 21,3% do Soft Inn e 86,2% do Gran Solare.

Os apartamentos previstos para 2012 estarão no Soft Inn Hangar e no  Expresso XXI Hangar, representanto 49,0% do total de unidades do primeiro e 72,4% do total do segundo. A operação também envolve a administração do futuro Royal Tulip Bolonha, que será inaugurado no primeiro trimestre de 201. O hotel terá 220 unidades.

Quando o negócio for concluído, o total de apartamentos administrados pela BHG crescerá para 7.065 apartamentos. A empresa tem projetos assinados que levarão seu número de apartamentos para aproximadamente 9.000. 

Acompanhe tudo sobre:BelémBHGcidades-brasileirasEmpresasFusões e AquisiçõesRestaurantes

Mais de Negócios

Marca de infusões orgânicas cresce com aumento do consumo de chás no Brasil e fatura R$ 6 milhões

Descubra 4 formas de pedir empréstimo e quais são as vantagens e desvantagens de cada uma

Apoio Financeiro no RS: prazo para adesão ao termina nesta sexta-feira; saiba como se inscrever

Com nova fábrica, Gelato Borelli vai triplicar produção e planeja faturar R$ 360 milhões em 2024

Mais na Exame