Barça tem 41 milhões de euros de lucro e receita recorde

O vice-presidente financeiro do clube anunciou que o Barcelona teve, no último ano fiscal, lucro líquido de 41 milhões de euros e uma receita de 530 milhões

	Neymar, do Barcelona: time acumulou 113 milhões de euros de lucro nos últimos 4 anos
 (AFP/Getty Images)
Neymar, do Barcelona: time acumulou 113 milhões de euros de lucro nos últimos 4 anos (AFP/Getty Images)
D
Da RedaçãoPublicado em 29/07/2014 às 12:44.

Barcelona - O vice-presidente financeiro do Barcelona, Javier Faus, anunciou nesta terça-feira o balanço econômico do clube catalão do último ano fiscal, entre julho de 2013 e junho de 2014, e relatou um lucro líquido de 41 milhões de euros, além de uma receita recorde de 530 milhões de euros.

Nos últimos quatro anos, o Barça acumulou 113 milhões de euros de lucro e nesse período reduziu a dívida em 143 milhões de euros, dos 431 milhões de euros de dívida líquida existente em 2010 aos 287 milhões de euros atuais.

Os fundos próprios, de 62 milhões de euros negativos existentes em 2010, passaram a 50 milhões de euros positivos.

O clube subiu da 24ª posição na lista publicada pela revista "Forbes" nesse ano à segunda posição como clube de maior valor.

Em termos globais, o clube arrecadou 530 milhões de euros, e as despesas de exploração chegaram aos 472 milhões, e um resultado de exploração de 58 milhões.

As receitas e despesas financeiras somaram 3 milhões de euros e por isso o resultado líquido é de 55 milhões de euros de lucro bruto, 41 milhões líquido. O Ebitda (resultado de exploração mais amortizações) é de 134 milhões.

As receitas cresceram 8% em um ano (de 490 milhões de euros para 530 milhões).

A verba que mais cresceu foi a de transferências e outros com as vendas de Cesc Fàbregas para o Chelsea e Tony Sanabria para a Roma.

A saída de Alexis Sánchez será incluída apenas no balanço do próximo ano fiscal.

As despesas cresceram 6% (de 443 milhões de euros para 472 milhões), e houve aumento em todos os âmbitos: salários esportivos, amortização de jogadores, salários não esportivos, despesas de gestão e outros.

A dívida líquida do clube chega aos 287 milhões de euros, e no último ano caiu em 44 milhões.

A ideia da direção é que ela fique em 200 milhões de euros.

Os 41 milhões de euros de lucro obtidos representam o segundo melhor resultado da história, pior apenas que o da temporada 2010/2011, que foi de 49 milhões.