Bancos e corretoras doam mais de R$ 110 milhões contra coronavírus

Além de fazer contribuições, o BTG Pactual, o BV, a Genial e o Safra estão recebendo e encaminhando doações para combater a covid-19

Depois de as fabricantes de cosméticos doarem álcool gel e de as montadoras resolverem fabricar respiradores para ajudar a combater o avanço do novo coronavírus no país, as instituições financeiras – como bancos, seguradoras e corretoras – estão doando dinheiro ao sistema de saúde e a projetos sociais de prevenção ao avanço da infecção respiratória covid-19.

O banco de investimentos BTG Pactual e seus sócios – que também controlam a EXAME – anunciaram a doação de 50 milhões de reais ao longo das próximas semanas para apoiar profissionais da saúde e comprar equipamentos e materiais, ajudar os hospitais a aumentar sua capacidade de leitos, dar suporte à população mais vulnerável e fomentar a testagem em grande escala. Na semana passada, o banco já havia anunciado a criação de uma conta corrente dedicada a receber doações para o Hospital das Clínicas de São Paulo. “Identificamos excelentes iniciativas, em diferentes estágios, que podem fazer grande diferença no atual cenário. Estamos prontos para apoiá-las", diz Roberto Sallouti, presidente do BTG Pactual.

O banco BV anunciou três iniciativas para ajudar no combate à pandemia de covid-19 no Brasil. A instituição doou 30 milhões de reais e iniciou uma campanha para arrecadação de recursos que serão prioritariamente destinados à compra de insumos hospitalares e à distribuição de itens de primeira necessidade aos projetos sociais com os quais já mantêm relacionamento.

Os recursos doados já estão sendo entregues, incluindo aquisição de 50 respiradores em parceria com o governo do estado de São Paulo e auxílio de 300 reais em vale-alimentação a 1.400 famílias em estado de vulnerabilidade no Rio de Janeiro, atendidas pelo Instituto Reação. A instituição ainda está empenhada em estender o benefício a mais de 30 projetos sociais beneficiados pelo banco.

Além de fazer a doação, o banco BV convida seus clientes, parceiros e sociedade, pessoas físicas e jurídicas, a se engajarem em uma campanha de arrecadação online. As doações serão feitas pela plataforma digital "Abrace uma Causa", reconhecida pela capacidade de conectar pessoas e empresas com causas sociais de várias regiões do Brasil. Para cada 1 real doado por pessoa física, o banco BV doará a mesma quantia, até o total de 10 milhões de reais.

Os valores arrecadados beneficiarão todas as regiões do Brasil, com foco nas localidades mais impactadas pelo novo coronavírus. Além de hospitais, famílias atingidas pela doença e em estado de vulnerabilidade social serão assistidas. A prestação de contas será feita na própria plataforma e será aberta para acompanhamento da sociedade.

Já a Genial Investimentos vai reverter toda a receita líquida de corretagem da última semana para que instituições recebam kits especiais da campanha de prevenção ao coronavírus.

Exame Research — 30 dias grátis da melhor análise de investimentos

Os kits são compostos de cesta básica de alimentos, itens de higiene e proteção das famílias para o combate ao coronavírus, como álcool 70%, álcool em gel (500 ml), desinfetante, sabonetes antibactericidas, além de uma cesta de itens de higiene pessoal, como xampu, sabonete em barra, creme dental e escova de dentes.

O projeto é coordenado por seis ONGs da capital paulista que têm foco em crianças e jovens e beneficiam 2.880 famílias na Brasilândia, Comunidade do Moinho (no entorno da Cracolândia), Campo Limpo, Imirim, Real Parque e Jardim Panorama. As instituições foram selecionadas levando em consideração o critério de famílias em situação de alta vulnerabilidade social nessas comunidades. O cálculo estimado é que 11.520 pessoas sejam impactadas pela ação.

A plataforma conta com mais de 50 ONGs parceiras cadastradas e certificadas pelo selo de qualidade do padrão de projetos desenvolvidos. Muitas dessas iniciativas são responsáveis por garantir às vezes a única refeição do dia de centenas de crianças e jovens carentes. A campanha também está aberta para contribuição voluntária da população pelo site da ONG.

O Banco Safra anunciou que está doando 20 milhões de reais a hospitais públicos e Santas Casas, os quais serão destinados à ampliação de leitos hospitalares e à compra de equipamentos e insumos médicos. A doação será feita diretamente às entidades ou por meio de parceiros privados na área da saúde, desde que os projetos sejam voltados para a rede hospitalar pública. O banco também está convidando clientes e parceiros para também fazer doações em causas como essa.

O dinheiro arrecadado será destinado a ações específicas voltadas para tratamento e combate ao coronavírus. Já foi iniciado com o projeto para implementar leitos de UTI na rede municipal de São Paulo, com gestão e operação do Hospital Albert Einstein; também com o projeto que prevê a criação de leitos num hospital de campanha no Grajaú, sob gestão do Hospital Sírio Libanês; há a doação de equipamentos de proteção à Santa Casa de Misericórdia de São Paulo; e a participação no projeto do Hospital de Campanha Lagoa-Barra, que terá 200 leitos para atender pacientes SUS, e é conduzido pela Rede D’Or. Nessa etapa, portanto, o Banco Safra está doando o equivalente a 60 leitos de UTI (cama, respirador, monitor e bomba de infusão), mais 1 milhão de máscaras cirúrgicas, 700.000 aventais de proteção, além de participar da construção de dois hospitais de campanha.

Os valores arrecadados receberão destinação com base em pleitos dos próprios hospitais ou por meio do uso da expertise de parceiros tradicionais do banco no segmento da saúde, que indicarão a destinação do dinheiro da melhor forma, com direcionamento para compras mais urgentes e entidades públicas mais necessitadas.

A Fundação Mapfre anunciou a doação de 3 milhões de euros (o equivalente a mais de 16 milhões de reais) para o enfrentamento da pandemia no Brasil. O valor vai apoiar iniciativas de autoridades governamentais e entidades de saúde, tanto de prevenção da disseminação do novo coronavírus quanto de tratamento da infecção. A companhia anunciará em breve os projetos que serão beneficiados pelo montante.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.