Banco italiano Unicredit teve cerca de 400 mil contas hackeadas

No ataque, ficaram comprometidos dados sobre empréstimos pessoais, mas não senhas de contas.

Milão - As contas de cerca de 400 mil clientes do Unicredit, o maior banco italiano, foram hackeadas, de acordo com o próprio banco. No ataque, ficaram comprometidos dados sobre empréstimos pessoais, mas não senhas de contas.

Hackers conseguiram acesso a essas informações ao atacarem o sistema por meio de um parceiro comercial externo do banco, disse o Unicredit, em um comunicado.

Os primeiros ataques ocorreram em setembro e em outubro do ano passado e não tinham vindo a público antes. Posteriormente, houve um outro ataque em junho e julho. Nenhuma senha parecia ter sido comprometida, de acordo com o Unicredit, embora os hackers pudessem ter acessado dados pessoais, tais como nomes, datas de nascimento e números de contas.

A companhia disse que irá apresentar uma queixa criminal e que tomará medidas para tonar o banco mais seguro. O Unicredit salientou que já havia designado 2,3 milhões de euros para melhorar seus sistemas de tecnologia de informação. Fonte: Associated Press.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.