Azul quer ofertar R$1,6 bi em debêntures conversíveis em ações

Recursos serão usados para capital de giro, expansão da atividade de logística e outras oportunidades estratégicas

A Azul pediu registro para a oferta de 1,6 bilhão de reais em debêntures conversíveis em ações preferenciais. Os recursos serão usados para capital de giro, expansão da atividade de logística e outras oportunidades estratégicas, afirmou a companhia aérea nesta segunda-feira.

A Azul afirmou que assinou acordo de investimento entre a companhia e Knighthead Capital Management e Certares Management, no qual esses investidores âncoras comprometeram-se a comprar debêntures correspondentes a, no mínimo, 300 milhões de dólares e, no máximo, 325 milhões de dólares, respeitadas algumas condições.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.