As mudanças que Marissa Mayer já fez no Yahoo!

Especialista em empresas digitais, Lou Kerner, elogia as ações da CEO em sete meses de gestão, mas lembra que o mercado ainda espera produtos revolucionários
Marissa Mayer, CEO do Yahoo!, no TechCrunch Disrupt 2012 (Stephen Lam/Reuters)
Marissa Mayer, CEO do Yahoo!, no TechCrunch Disrupt 2012 (Stephen Lam/Reuters)
B
Bárbara LadeiaPublicado em 13/06/2013 às 07:48.

São Paulo – Há pouco mais de sete meses à frente do Yahoo!, Marissa Mayer tem tido sucesso na dura tarefa de ressuscitar a companhia. Hoje, ela inaugura oficialmente o novo Yahoo.com, mais um passo na sua estratégia de reposicionar os serviços e a marca no mercado digital.

Contratada em julho de 2012 para trazer o Yahoo! de volta aos principais mercados da tecnologia, Marissa só precisou de seis meses para mostrar a que veio. Ao fim de 2012, a empresa marcou um lucro líquido quase quatro vezes maior que no ano anterior – de US$ 1 bilhão para US$ 3,9 bilhões.

Lou Kerner, americano especialista no mercado digital, fundador e gestor do The Social Internet Fund - fundo de investimentos em empresas mídias sociais e digitais, afirma que as ações recentes de Marissa têm cumprido o objetivo de “revigorar” o Yahoo!. Para ele, a mudança no site é mais uma parte deste processo de recuperação, que “será muito longo”. “Eles deverão continuar tentando novas tecnologias e, principalmente, novas abordagens para os serviços de internet.”

Uma das principais estratégias, segundo Kerner, deverá ser a simbiose do site com outras plataformas conectadas. “Eles precisam se concentrar no engajamento dos usuários, caso contrário, esse esforço não terá validade”, diz Kerner. Veja as mudanças que a gestão de Marissa Mayer trouxe para o Yahoo.

Usabilidade e mobilidade

Uma das metas da CEO do Yahoo! é transformar a empresa em uma líder do mercado de serviços para tecnologias móveis até 2015.

No entanto, Kerner afirma que Mayer ainda não mostrou nada de revolucionário nesse setor. “Todos os negócios de internet têm um ponto de atenção no mercado de tecnologias móveis e, por enquanto, Marissa não trouxe nada diferente do que o mercado já pratica”, diz.


Mídias sociais

A recente compra do Snip.it, em janeiro deste ano, e o lançamento do Yahoo! Time Traveler, em maio de 2011, também dão sinais desse caminho multiplataforma que o Yahoo! deve seguir. Enquanto o primeiro oferece uma experiência de leitura social, o segundo habilita o usuário a planejar viagens e gerar itinerários em 30 cidades previamente instaladas.

Boa parte das ferramentas do Yahoo! foram otimizadas por ordem de Marissa. Ela não só reestruturou o serviço de e-mails como redesenhou o Flickr e otimizou a ferramenta de busca.

Arrumando a casa

Uma das primeiras decisões de Marissa no comando do Yahoo! foi a venda de um importante ativo da empresa, como forma de capitalizar a companhia. O alvo escolhido foi a chinesa Alibaba Group, que rendeu US$ 7,6 bilhões à companhia.

O mercado parece ter gostado da notícia. As ações da empresa subiram 4,8% no “after Market” - horário extra de funcionamento da bolsa após o pregão regular – no dia do anúncio.

Dentro de casa, a CEO tem mostrado um cuidado especial com a gestão da equipe. Desde o lanche gratuito na cantina para levantar o ânimo dos funcionários até a aquisição de startups como forma de capitalizar os investimentos com aquisição de mão de obra qualificada – o que ela chamou de "acqui-hires" (mistura de aquisição com contratação).