Apple transferiu US$ 128 milhões para novo paraíso fiscal

A empresa reorganizou sua estrutura para tirar proveito dos novos recantos fiscais, depois que se impuseram medidas mais restritas na Irlanda em 2013

Nova York - A Apple reorganizou suas subsidiárias no exterior para tirar proveito dos novos recantos fiscais na pequena ilha europeia de Jersey, depois que se impuseram medidas mais restritas na Irlanda a partir de 2013, de acordo com uma nova reportagem do The New York Times e do Consórcio Internacional de Jornalistas Investigativos.

O jornal e a organização sem fins lucrativos citaram registros confidenciais obtidos e compartilhados pelo diário alemão Suddeutsche Zeitung.

Os movimentos se deram depois que uma subcomissão do Senado descobriu, em 2013, que a Apple teria evitado o pagamento de milhões de dólares em impostos ao utilizar paraísos fiscais. De acordo com o NYT, a Apple tinha US$ 128 milhões em lucros no exterior que não foram tributados pelos Estados Unidos.

A Apple mudou os endereços fiscais de suas subsidiárias da Irlanda para Jersey, uma ilha autônoma localizada no Canal da Mancha, entre o Reino Unido e a França. A companhia não comentou imediatamente as reportagens. Fonte: Associated Press.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.