Aos 60, ela abandonou CLT e decidiu abrir empresa de marmitas fitness

A pedagoga Isabel Rego deu a volta por cima fazendo da demissão a oportunidade para empreender
Isabel Rego, fundadora da Casa 221 Marmitas Saudáveis: depois de 30 anos como pedagoga, ela decidiu empreender (Sebrae-SP/Divulgação)
Isabel Rego, fundadora da Casa 221 Marmitas Saudáveis: depois de 30 anos como pedagoga, ela decidiu empreender (Sebrae-SP/Divulgação)
J
Jornal de Negócios do Sebrae-SPPublicado em 12/06/2022 às 08:00.

Pedagoga de formação trabalhando há 30 anos com desenvolvimento de projetos na área de responsabilidade social e sustentabilidade de grandes empresas em São Paulo, Isabel Rego foi pega de surpresa com sua demissão em março de 2021. Sem desanimar, decidiu guardar a carteira de trabalho na gaveta e aproveitou a oportunidade para unir paixão e sonho: aprender e empreender. “Amo estudar, estou fazendo minha segunda pós-graduação. Aproveitei o tempo livre para me capacitar. Fiz muitos cursos no Sebrae-SP e abri minha empresa no último mês de dezembro”, comenta.

A empreendedora deu vida à Casa 221 Marmitas Saudáveis, em Ilha Comprida, no Vale do Ribeira. Ela conta que sempre gostou de cozinhar e, por causa de um câncer de mama, se especializou há dez anos em comidas saudáveis por perceber a importância para a saúde. “Aqui na região existem muitos jovens com sobrepeso, se alimentando mal. Então ainda conseguimos encontrar esse nicho de mercado para atuar com esse propósito que é muito forte para nós”, explica.

Prestes a completar 60 anos, a empreendedora afirma que não sente o peso da idade, tampouco pensa em se aposentar. Durante o Empretec, curso ministrado pelo Sebrae-SP com metodologia da ONU, descobriu que o empreendedorismo seria uma realidade na sua vida. “Amei o Empretec. Dá uma chacoalhada na gente, sabe? É como se você estivesse na beira da piscina pensando em pular. Pulo ou não pulo? O Empretec te joga!, brinca Isabel.

Durante o Empretec, o participante é desafiado em atividades práticas tendo como base as dez características do comportamento empreendedor: busca de oportunidades e iniciativa; persistência; correr riscos calculados; exigência de qualidade e eficiência; comprometimento; busca de informações; estabelecimento de metas; planejamento e monitoramento sistemáticos; persuasão e rede de contatos; independência e autoconfiança.

A Isabel é extremamente profissional, trabalha sempre preocupada em buscar qualidade, escolhe utilizar ingredientes locais e dá importância para a valorização do território, obedece aos rígidos padrões de higiene e manuseio da produção. Por ter sido nascida e criada em São Paulo, carrega os critérios de excelência exigidos pelos grandes centros no que faz”, comenta a analista de negócios do Sebrae-SP no Vale do Ribeira Regiane Rabelo.

Em cerca de quatro meses de atuação, a Casa 221 Marmitas Saudáveis passou a trabalhar também com caldos e sorvetes veganos, tudo com ingredientes locais e naturais que valorizam a cultura e os pequenos negócios do Vale do Ribeira. A empresa vem crescendo, em média, 30% ao mês e já se organiza para atuar em outros pontos de vendas, como empórios, hortifrutis e academias, além de estar elaborando um projeto escalável para atrair investidores-anjos.

LEIA TAMBÉM

Ex-vendedora passa de salário de R$ 3,5 mil para faturamento de R$ 500 mil por mês

Rede de franquias de robôs de algodão doce quer faturar R$ 30 mi em 2022