• AALR3 R$ 19,75 0.00
  • AAPL34 R$ 74,65 1.01
  • ABCB4 R$ 16,47 -0.42
  • ABEV3 R$ 14,75 1.44
  • AERI3 R$ 4,44 18.40
  • AESB3 R$ 10,73 0.85
  • AGRO3 R$ 31,86 -0.62
  • ALPA4 R$ 21,68 -0.55
  • ALSO3 R$ 19,94 1.27
  • ALUP11 R$ 26,32 0.27
  • AMAR3 R$ 2,40 7.62
  • AMBP3 R$ 29,41 -1.14
  • AMER3 R$ 23,70 2.82
  • AMZO34 R$ 73,23 1.29
  • ANIM3 R$ 5,56 3.35
  • ARZZ3 R$ 82,92 0.52
  • ASAI3 R$ 15,36 -0.78
  • AZUL4 R$ 21,17 2.37
  • B3SA3 R$ 11,30 -1.48
  • BBAS3 R$ 35,58 1.34
  • AALR3 R$ 19,75 0.00
  • AAPL34 R$ 74,65 1.01
  • ABCB4 R$ 16,47 -0.42
  • ABEV3 R$ 14,75 1.44
  • AERI3 R$ 4,44 18.40
  • AESB3 R$ 10,73 0.85
  • AGRO3 R$ 31,86 -0.62
  • ALPA4 R$ 21,68 -0.55
  • ALSO3 R$ 19,94 1.27
  • ALUP11 R$ 26,32 0.27
  • AMAR3 R$ 2,40 7.62
  • AMBP3 R$ 29,41 -1.14
  • AMER3 R$ 23,70 2.82
  • AMZO34 R$ 73,23 1.29
  • ANIM3 R$ 5,56 3.35
  • ARZZ3 R$ 82,92 0.52
  • ASAI3 R$ 15,36 -0.78
  • AZUL4 R$ 21,17 2.37
  • B3SA3 R$ 11,30 -1.48
  • BBAS3 R$ 35,58 1.34
Abra sua conta no BTG

Anfavea divulga resultados após ano marcado por falta de peças

Projeções para 2022 devem prever unidades que serão fabricadas com permissão especial do Ibama
Último ano teve paralisações de diferentes fábricas por falta de peças e componentes (Divulgação/Fiat)
Último ano teve paralisações de diferentes fábricas por falta de peças e componentes (Divulgação/Fiat)
Por Gabriel AguiarPublicado em 07/01/2022 06:00 | Última atualização em 07/01/2022 07:04Tempo de Leitura: 2 min de leitura

Em janeiro do ano passado, a Anfavea previa crescimento de 15% nas vendas de veículos. Ou seja, volume de 2,37 milhões de unidades para 2021. Mas o cenário mudou ao longo dos meses: faltaram peças, matérias-primas mais caras e paralisações das fábricas estancaram as produções e mudaram todas as previsões – com mercado em quase 2,12 milhões de unidades, de acordo com a Fenabrave. E, nesta sexta-feira, 7, a associação dos fabricantes revelará o retrospecto do setor.

Com o sobe e desce do mercado, seu dinheiro não pode ficar exposto. Aprenda como investir melhor.

Se os problemas que frearam a indústria nos últimos meses deverão continuar até o ano que vem, a Anfavea deverá revelar quais são as expectativas de vendas e produção em 2022. Um dos principais desafios a serem enfrentados neste ano é o agravamento da pandemia, com aumento dos casos devido à disseminação da variante ômicron.

Na pauta também está a decisão do Ibama em conceder licença especial para que os fabricantes finalizarem veículos parados nas linhas de montagem devido à falta de peças e componentes, mas que não se enquadram nas novas normas de emissões. Até agora, somente os veículos adequados ao Proconve L7 (mais restrito) poderiam ser fabricados neste ano.

De acordo com a instrução normativa de número 23 publicada pelo órgão de fiscalização ambiental, a validade das Licenças para Uso da Configuração de Veículo ou Motor (LCVM) será prorrogada para os veículos que começaram a ser produzidos até 31 de dezembro de 2021. Com isso, os fabricantes têm até 31 de março para terminar a montagem e 30 de junho para a comercialização.

Quais são as tendências entre as maiores empresas do Brasil e do mundo? Assine a EXAME por menos de R$ 0,37/dia e descubra.