Amazon dá seu primeiro passo no transporte marítimo

A Amazon China foi incluída na lista de empresas autorizadas a vender serviços de transporte nos oceanos

A Amazon obteve das autoridades americanas uma licença de operador de transporte marítimo, que lhe permite não só comercializar mercadorias, como transportá-las em barco.

Segundo um documento da Comissão Federal Marítima, a Amazon China, filial do grupo americano registrada pelo nome "Beijing Century JOYO Courier Service", foi incluída na lista de empresas autorizadas a vender serviços de transporte nos oceanos.

Essa licença não permite à Amazon operar barcos, mas lhe dá o direito de comprar capacidade de transporte a uma companhia marítima e eventualmente organizar a circulação de mercadorias para outras empresas.

Segundo o blog de transporte americano FlexPort, que revelou a informação, esse serviço está sobretudo destinado aos vendedores chineses "que deverão apreciar muito ter um acesso direto à grande base de dados dos clientes americanos da Amazon".

As empresas americanas deveriam estar, segundo a FlexPort, muito menos interessadas porque delegar o transporte de suas mercadorias à Amazon permitiria a ela "ver o nome do vendedor e o preço pago pelo importador" e esses dados são "muito sensíveis" para confiá-los a um concorrente.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.