Negócios

Airbus desenvolve motor de emissão zero movido a hidrogênio

Novo sistema de propulsão da empresa está sendo considerado como uma das possíveis soluções para equipar as aeronaves de emissão carbono-zero que entrarão em serviço em 2035

E

Estadão Conteúdo

30 de novembro de 2022, 19h15

A Airbus informou nesta quarta-feira, 30, que está desenvolvendo um motor de célula de combustível movido a hidrogênio. O sistema de propulsão está sendo considerado como uma das possíveis soluções para equipar suas aeronaves de emissão carbono-zero que entrarão em serviço em 2035.

Acesse o melhor conteúdo do seu dia, talvez o único que você precise.

Com uma conta gratuita.

Faça parte

Em comunicado, a fabricante afirma que começará a testar em solo e voo a estrutura do motor de célula de combustível a bordo de sua aeronave de demonstração ZEROe em meados da década.

Continua após a publicidade

"Células de combustível são uma solução em potencial para nos ajudar a alcançar nossa ambição de emissão carbono zero e estamos focados em desenvolver e testar essa tecnologia para entender se é possível e viável para a entrada em serviço em 2035", disse em comunicado o vice-Presidente de Aeronaves de Emissão Carbono-Zero da Airbus, Glenn Llewellyn.

Veja também

Em outubro de 2020, a Airbus criou a Aerostack, uma joint venture com a ElringKlinger, uma empresa com mais de 20 anos de experiência como fornecedora de componentes e sistemas de células de combustível. Em dezembro do mesmo ano, a Airbus apresentou seu conceito de cápsula, que incluía seis sistemas removíveis de propulsão por hélice com célula de combustível.

Assine a EXAME e fique por dentro das principais notícias que afetam o seu bolso. Tudo por menos de R$ 0,37/dia

Continua após a publicidade

Últimas notícias

ver mais

Continua após a publicidade

Brands

ver mais

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

leia mais