Afetada por 2ª onda da pandemia, CVC tem prejuízo de R$175,6 mi no 2º tri

De abril a junho, a receita líquida da companhia somou 115,6 milhões de reais
Seu resultado operacional medido pelo lucro antes de impostos, juros, depreciação e amortização (Ebitda) ficou negativo em 123,75 milhões de reais (Germano Lüders/Exame)
Seu resultado operacional medido pelo lucro antes de impostos, juros, depreciação e amortização (Ebitda) ficou negativo em 123,75 milhões de reais (Germano Lüders/Exame)
R
ReutersPublicado em 13/08/2021 às 20:20.

A operadora de viagens CVC anunciou nesta sexta-feira que teve prejuízo de 175,6 milhões de reais, acusando os efeitos da segunda onda da Covid-19, embora a perda tenha sido inferior à de 252,1 milhões de reais de um ano antes.

 Aproveite a nova temporada de balanços para investir! Baixe o e-book gratuito "Indicadores de valor: como ler o balanço de uma empresa"

De abril a junho, a receita líquida da companhia somou 115,6 milhões de reais, ante 3 milhões de reais na mesma etapa de 2020, segundo a CVC em virtude da retomada das atividades, mesmo com um repique da pandemia.

Seu resultado operacional medido pelo lucro antes de impostos, juros, depreciação e amortização (Ebitda) ficou negativo em 123,75 milhões de reais, ante um déficit de 197,5 milhões de reais.

"Seguimos envidando esforços na reorganização da empresa em seu consequente preparo para a retomada de mercado durante o segundo semestre de 2021", afirmou a CVC no relatório.