A página inicial está de cara nova Experimentar close button

Aéreas acumulam perdas de US$ 126 bi em 2020, queda de 60,2%, aponta Iata

Conforme a associação, o declínio no número de passageiros transportados em 2020 foi o maior registrado desde que os índices de demanda começaram a ser rastreados, em meados de 1950

As companhias aéreas transportaram 1,8 bilhão de passageiros em 2020, queda de 60,2% sobre 2019, em meio aos efeitos da pandemia da covid-19 no setor. No ano passado, o prejuízo líquido acumulado das empresas atingiu US$ 126 bilhões globalmente. Os dados compõem a publicação anual da Associação Internacional de Transportes Aéreos (Iata, na sigla em inglês), divulgada nesta terça-feira, 3.

Conforme a associação, o declínio no número de passageiros transportados em 2020 foi o maior registrado desde que os índices de demanda (medida em passageiros-quilômetro transportados, ou RPK) começaram a ser rastreados, em meados de 1950.

"O ano de 2020 foi um período que todos gostaríamos de esquecer, mas foram as ações rápidas das companhias aéreas e seu comprometimento que fizeram com que o setor atravessasse o ano mais difícil de sua história", disse em nota o diretor-geral da Iata, Willie Walsh.

No ano passado, a demanda global (RPK) recuou 65,9% sobre 2019. Já a capacidade das companhias aéreas, calculada em assentos-quilômetro oferecidos (ASK), caiu 56,7% na mesma base, com o segmento internacional sendo o mais atingido, com redução de 68,3%.

De acordo com a associação, em 2020 a demanda internacional de passageiros caiu 75,6% sobre o ano anterior. Já a doméstica caiu 48,8% na mesma base. Diante das restrições da pandemia, o número de rotas caiu em mais da metade no ano passado.

Ainda segundo a entidade, a receita total de passageiros recuou 69% em 2020, para US$ 189 bilhões.

Ranking global

A região Ásia-Pacífico registrou uma queda de 53,4% do número de passageiros transportados em 2020, para 780,7 milhões. Em seguida, vêm América do Norte, com 401,7 milhões de passageiros (-60,8%); Europa, com 389,9 milhões (-67,4%); América Latina, com 123,6 milhões (-60,6%); Oriente Médio, com 76,8 milhões (-67 6%) e África, com 34,3 milhões de passageiros transportados (65 7%).

As cinco companhias aéreas com melhor desempenho de passageiros transportados, segundo a Iata, foram American Airlines, seguida de China Southern Airlines, Delta, United e China Eastern Airlines.

  • Quais são as tendências entre as maiores empresas do Brasil e do mundo? Assine a EXAME e saiba mais.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também