Administrador judicial da Oi mantém crédito da Anatel em R$ 11 bi

O administrador judicial destaca que a Anatel apresentou em petição que o valor total do seu crédito seria de R$ 15,65 bilhões

Rio - O administrador judicial da Oi, o escritório de advocacia Arnoldo Wald, decidiu manter o crédito da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) com a tele em R$ 11,09 bilhões na sua versão da relação de credores, apresentada à Justiça na última sexta-feira, 12, e juntada nesta terça-feira, 16,aos autos do processo.

O valor é o mesmo apresentado pela companhia na primeira versão da lista de credores.

O administrador judicial destaca que a Anatel apresentou em petição que o valor total do seu crédito seria de R$ 15,65 bilhões.

O escritório destaca alguns dos questionamentos apresentados pelo órgão regulador, mas diz que não poderia se posicionar sobre o tema.

"As considerações da Anatel sobre o plano de recuperação não podem ser objeto de apreciação pelo administrador judicial; e o procedimento de mediação já foi instaurado, estando prejudicada qualquer observação", diz o documento.

Além disso, diz que o crédito da Anatel na recuperação judicial "deverá ser apreciado pelo juízo da recuperação, podendo a referida autarquia discutir sua posição jurídica em todas as instâncias, sem que haja deslocamento à Justiça Federal".

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.