Negócios

AB InBev pode cortar 3% de empregos após fusão com SABMiller

AB InBev alertou que pode cortar 3% da sua força de trabalho após fusão com a SAB Miller, o que representa milhares de empregos


	Fábrica da AB InBev: empresa quer finalizar fusão com a SABMiller até o final deste ano
 (.)

Fábrica da AB InBev: empresa quer finalizar fusão com a SABMiller até o final deste ano (.)

DR

Da Redação

Publicado em 26 de agosto de 2016 às 09h05.

Bruxelas - A Anheuser-Busch InBev (AB InBev) alertou que sua fusão com a SABMiller poderá levá-la a cortar milhares de empregos nos próximos anos, segundo documentos relacionados à transação.

A cervejaria estima que cerca de 3% dos funcionários do grupo a ser criado poderão ser demitidos, mas ressaltou que "os cortes de empregos serão implementados gradualmente, em fases, ao longo de um período de três anos, após" a conclusão do processo de fusão.

Uma pessoa com conhecimento do assunto disse que os desligamentos poderão chegar a 5.500.

Atualmente, a AB InBev, que tem sede na Bélgica, emprega cerca de 150 mil pessoas e a SABMiller tem em torno de 70 mil funcionários.

Segundo a AB InBev, o número calculado de 3% exclui os departamentos de vendas e administrativo.

No mês passado, a AB InBev informou que pretende completar sua fusão com a SABMiller, estimada em mais de US$ 100 bilhões, ainda este ano. A empresa calcula que a fusão gerará sinergias de US$ 1,4 bilhão.

Fonte: Dow Jones Newswires.

Acompanhe tudo sobre:ab-inbevDemissõesDesempregoEmpregosEmpresasEmpresas belgasgestao-de-negociosSABMiller

Mais de Negócios

Com queda no turismo, principal rede de hotéis de Gramado já tem um pedido de Natal: hóspedes

Meses após levantar R$ 600 milhões, Solfácil anuncia nova captação no valor de R$ 750 milhões

TotalEnergies investe em pesquisa, desenvolvimento e inovação para acelerar a transição energética

Essa empresa criou uma "amiga artificial" para você conversar no WhatsApp e praticar inglês

Mais na Exame