11.600 empregos serão afetados por reestruturação na Siemens

Fim da estrutura baseada em setores afetará 7.600 postos de trabalho em todo o mundo

Munique – O conglomerado alemão Siemens confirmou nesta sexta-feira que cerca de 11.600 postos de trabalho serão afetados por uma reestruturação anunciada pelo presidente-executivo Joe Kaeser no início deste mês, mas disse que nem todos os cargos serão necessariamente cortados.

Em um comunicado enviado por email, um porta-voz da Siemens reconheceu que Kaeser havia deixado claro em uma conferência em Nova York na quinta-feira que o fim da estrutura baseada em setores afetaria 7.600 postos de trabalho em todo o mundo.

Outros 4.000 seriam afetados pela abolição de polos da empresa em alguns países. “Por enquanto, o rr. Kaeser apenas disse quantas posições serão afetadas pela reestruturação organizacional”, afirmou em e-mail o porta-voz Alexander Becker.

“Mas a remoção de postos de trabalho em uma área não necessariamente significa corte de empregos.” 

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.