Yatseniuk pede à Rússia que não apoie separatismo da Crimeia

Primeiro-ministro interino da Ucrânia, Arseni Yatseniuk exigiu que a Rússia retire suas tropas da Crimeia e deixe de apoiar separatistas

Bruxelas - O primeiro-ministro interino da Ucrânia, Arseni Yatseniuk, exigiu nesta quina-feira que a Rússia retire suas tropas da região autônoma da Crimeia e deixe de apoiar os separatistas, que convocaram um referendo sobre a questão para 16 de março.

"É uma decisão ilegítima, e esse referendo não tem base legal alguma. O governo da Ucrânia pede à Rússia que não apoie os que buscam o separatismo. Crimeia é e será uma parte integral da Ucrânia", afirmou Yatseniuk ao término de uma reunião de quase três horas com os chefes de Estado e de governo da União Europeia (UE) em Bruxelas.

Além disso, afirmou que a Ucrânia "está disposta a negociar", mas não a se "render" e se subordinar" à Rússia.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.