Vida do fundador do WikiLeaks corre perigo, diz especialista da ONU

Assange sofria de "males físicos" e apresentava "todos os sintomas típicos da exposição prolongada à tortura psicológica", disse o especialista

O tratamento dado a Julian Assange, atualmente preso no Reino Unido e ameaçado de extradição para os Estados Unidos por acusações de espionagem, está colocando sua vida em perigo - afirmou nesta sexta-feira (1º) o especialista independente da ONU para temas de tortura, Nils Melzer.

O relator disse estar preocupado "com a contínua deterioração da saúde de Julian Assange desde que ele foi preso e detido no início deste ano" e que "sua vida agora está em perigo".

"A menos que o Reino Unido mude urgentemente de rumo e melhore sua situação humanitária, a exposição contínua de Assange a arbitrariedades e abusos poderá em breve lhe custar a vida", alertou.

Acompanhado por vários médicos, Melzer, professor de Direito Internacional, visitou o australiano, fundador do WikiLeaks, em sua prisão em Londres em maio. A visita aconteceu um mês depois de Assange ser preso na embaixada no Equador, onde ele estava refugiado há anos.

Após a visita, Melzer relatou que Assange sofria de "males físicos" e que apresentava "todos os sintomas típicos da exposição prolongada à tortura psicológica, além de ansiedade crônica e intenso trauma psicológico".

Desde então, o especialista não viu Assange novamente, mas tem informações sobre sua saúde.

"Assange continua detido em condições de opressão, isolamento e vigilância", afirmou Melzer.

Em 2012, Assange, então investigado na Suécia por um caso de estupro, refugiou-se na embaixada equatoriana em Londres para evitar extradição para este país, ou para os Estados Unidos, onde é acusado de espionar e vazar documentos secretos através de sua plataforma on-line WikiLeaks.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 1,90

Nos três primeiros meses,
após este período: R$ 15,90

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Atenção! A sua revista EXAME deixa de ser quinzenal a partir da próxima edição. Produziremos uma tiragem mensal. Clique aqui para saber mais detalhes.
Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.