Vazamento de água radioativa detectado em Fukushima

Sensores instalados na central nuclear japonesa de Fukushima detectaram neste domingo um novo vazamento no mar de águas altamente radioativa

São Paulo - Os sensores instalados na central nuclear japonesa de Fukushima detectaram neste domingo um novo vazamento no mar de águas altamente radioativa, anunciou a empresa Tokyo Electric Power Co (Tepco).

Os dispositivos instalados em um conduto de retirada de água de chuva e sensores subterrâneos registraram um nível de radioatividade 70 vezes superior aos já elevados níveis do complexo nuclear, segundo um porta-voz da empresa.

Os níveis da elevada radioatividade detectada às 10H00 locais caíram de maneira progressiva ao longo do dia, mas continuam sendo alarmantes. O conduto de retirada responsável pelo vazamento foi fechado.

Segundo a Tepco, não foram detectadas anomalias durante uma inspeção dos gigantescos depósitos de água contaminada, o que não permite pensar em um vazamento nestes depósitos.

O desmantelamento dos quatro reatores mais afetados da central de Fukushima Daiichi, após o terremoto e tsunami de 11 de março de 2011, deve durar de três a quatro décadas.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.