Mundo
Acompanhe:

UE e G7 aguardam Polônia para avançar com limite de preço do petróleo russo

O limite faz parte da tentativa do Ocidente de espremer as receitas de óleo do Kremlin mantendo a oferta global estável e evitando um aumento nos preços

Os ministros poloneses estão em consulta há 24 horas, mas ainda não deram uma resposta a Bruxelas (Regis Duvignau/Reuters)

Os ministros poloneses estão em consulta há 24 horas, mas ainda não deram uma resposta a Bruxelas (Regis Duvignau/Reuters)

E
Estadão Conteúdo

2 de dezembro de 2022, 13h16

A União Europeia (UE) e o Grupo dos Sete (G7) aguardam notícias se a Polônia concordará com a proposta de um teto de preço de US$ 60 por barril para o petróleo russo, que deve entrar em vigor na próxima segunda-feira, 5.

O limite faz parte da tentativa do Ocidente de espremer as receitas de óleo do Kremlin mantendo a oferta global estável e evitando um aumento nos preços.

A medida foi elaborada para tentar permitir que o petróleo russo sacie os mercados globais sem que Moscou obtenha todos os benefícios de sua venda.

Quer receber os fatos mais relevantes do Brasil e do mundo direto no seu e-mail toda manhã? Clique aqui e cadastre-se na newsletter gratuita EXAME Desperta.

Os ministros poloneses estão em consulta há 24 horas, mas ainda não deram uma resposta a Bruxelas.

Todos os 27 países da UE, incluindo a Polônia, precisam aprovar o limite. Assim que for aprovado, o teto precisará ser acordado pelo G7, que corre para estabelecer o sistema até segunda-feira.

LEIA TAMBÉM:

União Europeia quer proibir sachês de açúcar e frascos de shampoo em hotel

EUA, Japão e Coreia do Sul anunciam novas sanções contra a Coreia do Norte