Twitter suspende filho de Trump por informações falsas sobre coronavírus

Tuíte que motivou a punição trazia um vídeo sobre os supostos benefícios da hidroxicloroquina no combate ao novo coronavírus

O Twitter “suspendeu” nesta terça-feira, 28, por 12 horas a conta na rede social de Donald Trump Jr., um dos filhos do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. A justificativa dada pela empresa foi que o empresário de 42 anos “compartilhou desinformação” sobre a covid-19, por isso sua conta terá “funcionalidade limitada durante 12 horas”.

Por meio da conta de sua equipe de comunicação, o Twitter diz que o conteúdo precisou ser deletado, por violar as regras da rede. De acordo com a imprensa americana, o tuíte que motivou a punição, já retirado da plataforma, trazia um vídeo sobre os supostos benefícios da hidroxicloroquina no combate ao novo coronavírus.

A imprensa americana diz ainda que o próprio presidente retuitou o mesmo vídeo, mas nesse caso não houve suspensão da funcionalidade da conta. A mensagem foi retirada, com uma mensagem de que ela “não está mais disponível”, a qual remete para um site com as regras para os avisos do Twitter.

O presidente americano já criticou o Twitter várias vezes, pelo que considera um viés contrário a ideias e políticos conservadores, enquanto a rede argumenta que apenas aplica suas regras de uso.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Atenção! A sua revista EXAME deixa de ser quinzenal a partir da próxima edição. Produziremos uma tiragem mensal. Clique aqui para saber mais detalhes.